Democratas querem votação sobre Elena Kagan para o Supremo antes de agosto

Washington, 10 mai (EFE).- Líderes democratas do Senado americano deram hoje seu apoio à procuradora geral Elena Kagan, nomeada pelo presidente Barack Obama à Suprema Corte, e disseram que querem votar sua confirmação no cargo antes do recesso legislativo de agosto.

EFE |

Washington, 10 mai (EFE).- Líderes democratas do Senado americano deram hoje seu apoio à procuradora geral Elena Kagan, nomeada pelo presidente Barack Obama à Suprema Corte, e disseram que querem votar sua confirmação no cargo antes do recesso legislativo de agosto. Obama propôs hoje o nome de Elena, de 50 anos, para substituir o juiz John Paul Stevens, que se aposentará em julho, e passará por votação no plenário do Senado. O presidente do Comitê Judicial do Senado, o democrata Patrick Leahy, disse em entrevista coletiva que espera submeter a nomeação de Elena a votação antes do recesso legislativo, em agosto. Nesse sentido, o senador democrata pelo estado de Vermont disse que tanto o presidente do Supremo, John Roberts, quanto a juíza Sonia Sotomayor foram confirmados em seus cargos pelo Senado antes do começo da nova sessão da corte em outubro. Depois de elogiar as "impressionantes" qualidades de Elena, Leahy prometeu uma audiência de confirmação tão "exaustiva" quanto "justa e clara", tal como fez durante o processo de confirmação de Sonia no ano passado. Leahy minimizou a importância das críticas de alguns republicanos e grupos afins de que Elena não tem experiência como juíza. A procuradora geral não tem um passado "jurídico", mas outros juízes da Suprema Corte também não o têm, disse o senador. "Vejamos suas qualificações e votemos sim ou não. Ela será confirmada", previu Leahy, que se reunirá com Elena ao longo da semana. Leahy disse que também se reunirá com o republicano de maior categoria no comitê, Jeff Sessions, para elaborar um cronograma com a ideia de submeter a nomeação de Elena a votação antes do recesso legislativo de agosto. EFE mp/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG