Votação deve acontecer na madrugada de sábado para domingo, durante encontro da Unesco em Bali

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) começou neste sábado as análises de 38 propostas, de 20 países, candidatas a serem incluídas na Lista Representativa de Patrimônio Imaterial da entidade.

O comitê de analistas da Unesco, reunido na ilha indonésia de Bali, está encarregado pelos 38 casos, que podem durar até três dias devido ao grande número de solicitações, segundo fontes da entidade.

Estava previsto que os analistas estudassem 49 candidaturas, mas China, Mongólia, França, Omã e Turquia decidiram retirar algumas de suas propostas nas últimas horas diante da falta de consenso.

Entre as solicitações para a lista da Unesco, estão o fado português, o mariachi mexicano, o conhecimento dos xamãs jaguares de Yurupari, na Colômbia, e o festival de jardins de Córdoba, na Espanha.

Desde terça-feira passada, o comitê aprovou 11 novas incorporações à Lista do Patrimônio Cultural Imaterial, entre elas, o ritual yaokwa da tribo amazônica Enawenê-nawê, que vive no Mato Grosso.

Nesta sexta-feira, o organismo já havia reconhecido duas instituições brasileiras como boas práticas de proteção do patrimônio mundial: o Museu do Fandango e o Programa Nacional de Patrimônio Imaterial (PNPI). Ambos farão parte do Registro de Práticas Idôneas de Salvaguarda da Unesco.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.