Tela de Gustav Klimt é leiloada por R$ 70,6 milhões em Nova York

Quadro "Litzlberg am Attersee" foi roubado pelos nazistas durante a Segunda Guerra

EFE |

Divulgação
"Litzlberg am Attersee", de Gustav Klimt
A tela "Litzlberg am Attersee", do pintor austríaco Gustav Klimt, foi arrematada nesta quarta-feira (2) por US$ 40,4 milhões (R$ 70,6 milhões) em um leilão organizado pela Sotheby's em Nova York. O quadro, pintado em 1914 e roubado pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial, tinha preço estimado em US$ 25 milhões (R$ 43,75 milhões) e se tornou uma das paisagens mais caras já vendidas de Klimt.

Siga o iG Cultura no Twitter

"Litzlberg am Attersee", que retrata o exuberante lago Attersee (Áustria) com a paleta suntuosa própria do pintor, pertenceu à coleção do magnata austríaco Viktor Zuckerka e acabou confiscada pela Gestapo em 1941.

Desde 1945 fez parte das coleções de diversos museus, entre eles o Museu de Arte Moderna de Salzburgo, o último que a teve em seu poder. Após anos de pesquisas, em julho deste ano o quadro foi devolvido a um dos descendentes da família, que doará ao museu de Salzburgo parte do que arrecadou com a venda, segundo informou a Sotheby's.

A casa de leilões também comercializou nesta quarta-feira a obra "L'aubade" (1967), do pintor espanhol Pablo Picasso, que saiu por US$ 20 milhões (R$ 35 milhões). Na mesma sessão, a obra intitulada "Le pont d'Argenteuil et la Seine" (1883), de Gustave Caillebotte, encontrou novo dono por US$ 16 milhões (R$ 28 milhões); e "White Sound" (1908), de Wassily Kandinsky foi arrematada por US$ 7,9 milhões (R$ 13,82 milhões).

Além disso, a Sotheby's vendeu de forma privada antes do leilão uma das obras que partiam com as maiores estimativas, a escultura "Nu de dos (1er état)" (1909), de Henri Matisse. A companhia, no entanto, não detalhou o preço em que foi vendida a obra, que estava avaliada entre US$ 20 milhões (R$ 35 milhões) e US$ 30 milhões (R$ 52,5 milhões).

    Leia tudo sobre: gustav klimtleilãoartes plásticaspintura

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG