Produtores do musical "Homem-Aranha" fazem pacto com ex-diretora

Julie Taymor, demitida do espetáculo em março do ano passado, receberá cachê integral enquanto durar a temporada

Reuters |

Getty Images
Reeve Carney e Jennifer Damiano em cena do musical "Homem-Aranha"
Os produtores do musical da Broadway "Homem-Aranha" e o sindicato que representa Julie Taymor, ex-diretora do espetáculo, anunciaram nesta quinta-feira que chegaram a um acordo sobre a disputa que envolvia a demissão dela.

Siga o iG Cultura no Twitter

Pelo acordo, Taymor receberá o cachê integral por seus serviços como diretora durante a duração da temporada e também pagamentos por seu trabalho como autora-colaboradora, dado como já encerrado.

A negociação opunha a produtora 8 Legged Productions e a Sociedade dos Diretores de Palco e Coreógrafos, que reúne diretores e outros profissionais da Broadway.

Taymor trabalhou no roteiro original do musical, mas foi demitida da produção em março de 2011 . Depois disso, ela processou os produtores alegando que seus direitos autorais estavam sendo desrespeitados.

Os produtores Michael Cohl e Jeremiah J. Harris reagiram com outro processo, aberto no mês passado, em que a acusavam de ameaçar a produção do espetáculo ao "desenvolver um musical sombrio, desconjuntado e alucinógeno".

O musical inspirado no personagem Homem-Aranha teve uma pré-produção tumultuada, com acidentes no elenco e sucessivos adiamentos da estreia . Desde então, porém, tem sempre casa lotada, e arrecadou o valor recorde de 2,9 milhões de dólares na semana entre o Natal e o Ano Novo, segundo o site The Broadway League.

A peça, uma produção de 70 milhões de dólares, sofreu diversas alterações após a saída de Taymor.

Leia também: 'Homem-Aranha' completa 2 anos na Broadway e bate recorde

    Leia tudo sobre: homem-aranhabroadwaymusical

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG