Polícia recupera tela de Cândido Portinari roubada em Pernambuco

Quadro "O Enterro" está avaliado em R$ 1,5 milhão. Uma pessoa foi presa em flagrante

iG São Paulo |

O quadro "O Enterro", de Cândido Portinari, furtado este mês do Museu de Arte Contemporânea (MAC), em Olinda, Pernambuco, foi localizado e apreendido neste sábado, no Rio de Janeiro.

De acordo com o delegado da Polícia Civil pernambucana Manuel Martins, responsável pela operação, a obra foi recuperada na tarde deste sábado quando era transportada por um homem no bairro de Copacabana, na zona sul do Rio.

Segundo Martins, a Polícia optou por interceptar o suspeito antes que pudesse oferecer ou vender a obra. Apesar de todos os indícios apontarem que se trata da obra roubada, o delegado lembrou que sua autenticidade ainda será verificada por especialistas.

O roubo

O crime foi percebido no dia 14 de julho, mas a data do roubo é desconhecida. A obra, avaliada em R$ 1,5 milhão, mede 23cm por 33cm e foi pintada em 1959. Faz parte da Série Azul do artista, integrada por outras quatro telas, todas do acervo do museu. O museu não possui circuito interno de televisão e sua segurança é feita por vigilantes.

Em dezembro de 2007, uma outra obra de Portinari ("O Lavrador de Café") foi furtada do Museu de Arte de São Paulo, junto com "O Retrato de Suzanne Block", de Pablo Picasso. As duas pinturas foram recuperadas poucas semanas depois.

Em maio do ano passado, outras duas pinturas de Portinari, "O Cangaceiro" e "Retrato de Maria", estavam entre as obras roubadas da casa de Ilde Maksoud, de 80 anos, ex-mulher do empresário Henry Maksoud. Os quadros foram encontrados dois dias após o crime.

* Com informações da Agência Estado e da EFE

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG