Polícia chinesa investiga Ai Weiwei por crimes financeiros

Ministro chinês criticou interferência internacional na detenção do artista

iG São Paulo com agências |

A Polícia chinesa investiga o artista e ativista chinês Ai Weiwei, em paradeiro desconhecido desde sua detenção no último domingo, por supostos crimes financeiros, assinalou a agência oficial Nova China em uma nota de apenas uma linha.

Devido à natureza das acusações o porta-voz do ministério das Relações Exteriores, Hong Lei, disse que Os outros países não têm o direito de interferir. "Este assunto não tem nada a ver com direitos humanos ou liberdade de expressão", afirmou Hong Lei.

Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Austrália e União Europeia, assim como a ONG Anistia Internacional (AI) e outros grupos, pediram ao Governo chinês que liberte o artista.

O artista, de 53 anos e renome internacional, foi detido no domingo no aeroporto de Pequim quando estava prestes a voar para Hong Kong e desde então está desaparecido, sem que sua esposa ou seus colaboradores tenham recebido qualquer tipo de explicação por parte das autoridades.

No dia de sua detenção, a Polícia se apresentou em seu estúdio, apreendeu computadores, discos rígidos e outros materiais, e deteve oito colaboradores - que foram postos em liberdade depois de serem interrogados.

O ativista e jornalista Wen Tao, que foi detido, também está desaparecido. Além disso, a esposa de Ai, Lu Qing, também foi conduzida à delegacia para ser interrogada.

A detenção e o posterior desaparecimento do artista é o mais novo capítulo da campanha de repressão contra a reduzida dissidência chinesa que começou em outubro, quando foi anunciado o Prêmio Nobel da Paz de 2010 para o dissidente preso Liu Xiaobo.

A campanha se intensificou desde fevereiro, após uma chamada anônima ter tentando iniciar na China as "Revoluções do Jasmim" do norte da África e do Oriente Médio.

*com EFE e AFP

    Leia tudo sobre: ai weiweiartes plásticaschina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG