Pintura "maléfica" de Gauguin é atacada em Washington

Aos gritos, mulher tentou arrancar obra da parede da National Gallery of Art

iG São Paulo com AFP |

Divulgação
Detalhe de "Duas Mulheres Taitianas" (1899)
Uma pintura do francês Paul Gauguin foi atacada por uma visitante da National Gallery of Art, a Galeria Nacional dos Estados Unidos, em Washington. A porta-voz do museu, Deborah Ziska, afirmou que nenhum dano foi detectado na obra, atacada na sexta-feira, mas destacou que uma análise mais detalhada será feita hoje.

De acordo com o jornal The Washington Post, a mulher tentou tirar a pintura da parede e bateu com os punhos na proteção de plástico do quadro, gritando "Isso é maléfico". Produzida em 1899, quando Gauguin morava na Polinésia francesa, a obra "Duas Mulheres Taitianas" mostra um par de garotas com os seios aparentes.

A pintura foi emprestada pelo Museu Metropolitano de Nova York (o Met Museum) e integra uma mostra com 120 obras de Gauguin apresentada pela National Gallery of Art desde fevereiro. A visitante foi detida pela segurança do museu, acusada de destruição de propriedade e tentativa de roubo e compareceu sábado ao tribunal. A porta-voz afirmou que em mais de 20 anos, nada parecido ocorreu no museu.

    Leia tudo sobre: gauguinnational gallery of artmuseuataque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG