Aos gritos, mulher tentou arrancar obra da parede da National Gallery of Art

Detalhe de
Divulgação
Detalhe de "Duas Mulheres Taitianas" (1899)
Uma pintura do francês Paul Gauguin foi atacada por uma visitante da National Gallery of Art, a Galeria Nacional dos Estados Unidos, em Washington. A porta-voz do museu, Deborah Ziska, afirmou que nenhum dano foi detectado na obra, atacada na sexta-feira, mas destacou que uma análise mais detalhada será feita hoje.

De acordo com o jornal The Washington Post, a mulher tentou tirar a pintura da parede e bateu com os punhos na proteção de plástico do quadro, gritando "Isso é maléfico". Produzida em 1899, quando Gauguin morava na Polinésia francesa, a obra "Duas Mulheres Taitianas" mostra um par de garotas com os seios aparentes.

A pintura foi emprestada pelo Museu Metropolitano de Nova York (o Met Museum) e integra uma mostra com 120 obras de Gauguin apresentada pela National Gallery of Art desde fevereiro. A visitante foi detida pela segurança do museu, acusada de destruição de propriedade e tentativa de roubo e compareceu sábado ao tribunal. A porta-voz afirmou que em mais de 20 anos, nada parecido ocorreu no museu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.