O Amante tem direção de Roberto Alvim estreia em São Paulo na próxima semana" / O Amante tem direção de Roberto Alvim estreia em São Paulo na próxima semana" /

Paula Burlamaqui e Daniel Alvim encaram peça de Pinter

Espetáculo O Amante tem direção de Roberto Alvim estreia em São Paulo na próxima semana

AE |

O fato de não saber "como fazer" motivou o diretor teatral Francisco Medeiros a querer participar da montagem da peça O Amante , do autor inglês ganhador do Prêmio Nobel de Literatura Harold Pinter (1930-2008), a convite dos atores Paula Burlamaqui e Daniel Alvim. "Para mim interessa fazer porque eu não tenho a ideia de como se faz isso aqui", foi o que disse a eles o diretor sobre o texto de 1963 que mostra a convivência de um casal e os jogos amorosos criados pelos parceiros para manter o relacionamento conjugal.

Além de ser a primeira obra de Pinter dirigida por Medeiros, a comédia dramática, que estreia no Teatro Nair Belo, em São Paulo, na sexta-feira, dia 13 de agosto, também é a primeira parceria profissional dos ex-namorados Paula e Daniel Alvim. Claro que, agora, a poucos dias da estreia, o diretor já sabe o que quer levar ao palco. Isso se deve aos intensos dois meses de ensaios para se descobrir todas as camadas, nuances e máscaras das personagens Sarah e Richard, casados há dez anos.

"São seres humanos vivendo com muita vitalidade, muita energia e muito prazer uma sucessão de colocar e tirar máscaras, brincar de trocar identidades numa relação conjugal", diz ele. "A esperança da gente, pela maneira que estamos lendo a peça do Pinter, é que isso de alguma forma chegue na plateia de uma maneira que ela seja provocada e possa se perguntar 'o que eu tenho a ver com isso?' Mesmo que seja solteiro, viúvo ou completamente contrário ao casamento."

No processo de construção do espetáculo, Medeiros destaca a "disponibilidade do risco" presente em todos os envolvidos. Na entrevista para a reportagem, com os três reunidos, o diretor confidenciou que em determinados momentos ele mesmo se sentia "perdido". "Ainda bem que ele disse isso só agora", brincou Paula.

Nas situações de insegurança durante a preparação, a atriz recorreu à observação de Daniel de que "se fosse fácil não teria graça" para se manter motivada. "O maior barato é o desafio, é você amadurecer e poder fazer, ou achar que pode e aprender", diz a atriz. Segundo Daniel, a dificuldade é enorme dada a complexidade do texto, mas "tenho sentido cada vez mais prazer com a dificuldade."

Para Paula, na "loucura" do processo de ensaios a consciência sobre o próprio corpo era o mais complicado. "Eu tive muita dificuldade com essa parte corporal porque existem coisas sutis nas personagens, mas existem. Elas estão em outro estado de espírito e mudam corporalmente, não tem dúvida."

Assim, enquanto o diretor indicava as imagens que queria desenvolvidas em cena, a preparadora corporal Neide Neves dava a solução técnica para isso, como mudar o peso do pé ou abrir a escápula, por exemplo. "Isso vai ficando no seu subconsciente e tem um dia em que alguma coisa liga, acontece algo diferente no seu corpo e você se agarra nisso ali e vai desenvolvendo."

Ainda sobre a preparação corporal, Daniel conta que ao encenar uma das facetas de Richard, Neide pediu a ele que mantivesse um gesto que "era dele" - a pessoa e não a personagem. A reação foi: "Eu não quero". "Estou procurando fazer tudo exatamente diferente de qualquer coisa que tenha feito até hoje. Por causa do Pinter, por causa desse processo, por causa do Chico, por causa desse tempo que a gente tem para trabalhar e para ser estimulante também como ator", afirma.

A temporada no Teatro Nair Belo terá apresentações de quinta-feira a domingo, até 26 de setembro, podendo ser ampliada no mesmo espaço ou em algum outro teatro da capital. Em novembro, o espetáculo deve rodar pelo interior paulista e em janeiro, deve ir para o Rio.

O Amante - Teatro Nair Bello - Shopping Frei Caneca (Rua Frei Caneca, 569). Telefone: (11) 3472-2414. De 13 de agosto a 26 de setembro. Apresentações: Quinta-feira, às 21 horas; sexta-feira, às 21h30; sábado, às 21 horas; domingo, às 19 horas. Ingressos: R$ 30 (quinta e sexta) e R$ 40 (sábado e domingo). Classificação: 16 anos.

    Leia tudo sobre: Teatro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG