Para Globo, disputa se dá na concorrência

Emissora carioca segue "isolada" em primeiro; Record quer mais

Marco Tomazzoni, iG São Paulo |

A Rede Globo viu a distância para a Record encolher nos últimos anos, mas a emissora minimiza o quadro. Através da Central Globo de Comunicação, afirma que sempre se manteve 11 ou 12 pontos à frente da segunda colocada, e que a disputa está “restrita ao âmbito das próprias concorrentes”. “Somadas todas as médias das emissoras que ocupam da segunda até a quinta posição no ranking de audiência da TV aberta, a Rede Globo prevalece isolada na liderança, mantendo uma distância acima dos 3 pontos”, informa.

A Record, paralelamente, tem um discurso corporativista. Mafran Dutra, presidente do comitê artístico do grupo, destaca justamente o avanço da rede em meio a um cenário hostil. “A queda no número de [televisores] ligados pode ser um problema para todas as emissoras, mas demonstra o quanto o nosso trabalho foi eficiente neste período. Enquanto a grande maioria perdeu audiência, a Record cresceu. Os números falam por si.”

Dutra enaltece a “dedicação e comprometimento” da Record e que o crescimento vem acontecendo “dentro do planejado”, nem mais rápido, nem mais lento. O segredo do sucesso, segundo ele, foi ter diversificado a grade de programação e estabelecido uma estratégia de valorização do profissional e tecnologia de ponta.

O objetivo, contudo, ainda é um só: a liderança. “Dizer que estamos satisfeitos seria sinônimo de acomodação. Queremos mais! A equipe da Record é competente e isso a credencia para alcançar nossa meta. Em breve a emissora estará na liderança de audiência e faturamento”, garante.

    Leia tudo sobre: globorecordtv abertatelevisãoaudiência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG