Panamá estuda pedir à França extradição de Noriega

Paris, 27 abr (EFE).- O Governo do Panamá estuda pedir formalmente à França a extradição do ex-ditador panamenho Manuel Antonio Noriega, disse hoje à Agência Efe o embaixador do país em Paris, Henry Faarup.

EFE |

Paris, 27 abr (EFE).- O Governo do Panamá estuda pedir formalmente à França a extradição do ex-ditador panamenho Manuel Antonio Noriega, disse hoje à Agência Efe o embaixador do país em Paris, Henry Faarup. "Estamos avaliando interpor um recurso de extradição do Panamá ao Governo francês" para que Noriega seja julgado também pelas causas pendentes em seu país, assegurou o diplomata. O vice-presidente e chanceler panamenho, Juan Carlos Varela, comunicou a possibilidade ao embaixador em Paris na segunda-feira, no mesmo dia em que Noriega deixou os Estados Unidos e foi extraditado para Paris, onde, em 1998, foi condenado à revelia a 10 anos de prisão por lavagem de dinheiro. O embaixador rejeitou as especulações que apontam para a existência de uma espécie de pacto secreto entre Paris, Panamá e Washington para evitar que o ex-ditador retorne a seu país. "O Governo do Panamá apresentou então suas solicitações de extradição (aos EUA) e ontem me comuniquei com a Chancelaria e eles igualmente estão avaliando a solicitação de extradição à França", explicou. "Se for aceito ou não, se o Governo da França pensa em mantê-lo aqui" ainda não é possível dizer, de acordo com o diplomata, que insistiu em que "não há um pacto". Faarup rejeitou as críticas que asseguram que a extradição de Noriega ao Panamá tenha sido evitada por medo de que comprometa dirigentes políticos ou empresariais. A extradição de Noriega dos EUA à França "se deu à margem da política", assegurou Faarup. Também hoje, Noriega reivindicou seu direito a ser repatriado ao Panamá ao juiz francês que tinha que decidir sobre sua eventual prisão. Noriega, de 76 anos, reprovou a ação contra ele e que viola seus "direitos pessoais", segundo o ex-general. EFE pi/pd
    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG