Obra fálica de grupo russo é excluída de premiação estatal

"Pênis Capturado pela KGB" estava concorrendo ao prêmio Inovação 2010

iG São Paulo com Reuters |

Reprodução
A obra "Pênis Capturado pela KGB"
A obra "Pênis Capturado pela KGB", do grupo de arte russo Voina, foi excluída do prêmio estatal Inovação 2010 pelos organizadores. "Pênis Capturado pela KGB" foi feita pelo grupo em junho do ano passado: um enorme desenho de um pênis na ponte Liteiny, em São Petesburgo, que, quando é levantada, fica de frente para a sede da FSB, agência de inteligência sucessora da KGB.

Alexei Plutser-Sarno, líder do Voina, condenou a retirada da obra do prêmio. "O ato repressivo de nos deixar fora da premiação é uma vergonha para a organização e para o Ministério da Cultura", disse em um comunicado na Internet. O Voina, no entanto, já havia se posicionado contra a indicação, alegando que não faz arte por dinheiro ou prêmios, e sim para sensibilizar as pessoas.

Desde o começo de suas atividades, em 2008, o Voina se envolveu em diversas polêmicas na Rússia , tendo inclusive realizado uma orgia em um museu durante as últimas eleições presidenciais. Seus integrantes vivem na clandestinidade e são perseguidos pelas autoridades russas. Em novembro do ano passado, dois membros do grupo foram presos após o Voina virar sete viaturas policiais de cabeça para baixo. Os dois integrantes foram soltos no dia 22 de fevereiro para esperar o julgamento em liberdade.

    Leia tudo sobre: voinaarte modernarússia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG