Especializado em arte aérea, ativista do Greenpeace cria "Homem Vitruviano derretendo"

Um artista recriou um dos mais célebres desenhos de Leonardo da Vinci, "Homem Vitruviano", na neve do Ártico para chamar a atenção para o degelo na região da Noruega, informou a organização ecologista Greenpeace.

Criada no gelo ártico, obra de John Quigley reproduz
Reuters
Criada no gelo ártico, obra de John Quigley reproduz "Homem Vitruviano" de Leonardo da Vinci
Especializado em arte aérea, o ativista John Quigley viajou para a região a bordo do navio quebra-gelos do Greenpeace e reproduziu o desenho de Da Vinci – um homem em duas posições sobrepostas com as pernas e os braços abertos – a 800km do Polo Norte.

Siga o iG Cultura no Twitter

A obra de arte, que Quigley batizou de "Homem Vitruviano derretendo", mede o equivalente a quatro piscinas olímpicas. O artista cortou as pernas do homem e um dos braços para ilustrar simbolicamente o gelo desaparecido.

Quigley utilizou pedaços de cobre para recriar o desenho que tem mais de cinco séculos.

A camada de gelo do Ártico se reduziu quase ao mesmo nível que em 2007, quando registrou o recorde negativo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.