Obama lamenta teor de evolução midiática

Presidente norte-americano critica forma como a informação se tornou uma "diversão" e defendeu a educação

AFP |

AP
Barack Obama: defesa da educação
O presidente americano Barack Obama lamentou neste domingo que com o surgimento de iPad, Xbox e Playstation a informação tenha se tornado uma "diversão" que possa contrariar a democracia.

Obama, grande crítico de alguns setores da mídia por sua obsessão pelo sensacionalismo, ressaltou a estudantes que a educação é a chave do progresso.

"Vocês entram na vida adulta em um mundo onde somos bombardeados de informações o tempo todo sobre todos os tipos de assuntos e que nos expõem a todos os tipos de argumentos cuja veracidade de alguns é pelo menos duvidosa", declarou o presidente na Universidade de Hampton, na Virgínia (leste), historicamente de maioria negra, em ocasião da cerimônia de formatura.

"Com os iPod, os iPad, os Xbox e PlayStations, -- que eu não sei como funcionam -- a informação se torna uma distração, uma diversão, muito mais uma forma de entretenimento do que um instrumento de florescimento ou um meio de emancipação", disse Obama.

Ele lamentou que "algumas informações das mais loucas possam rapidamente se amplificar" nos blogs ou nas estações de rádio.

"Tudo isso não apenas coloca pressão sobre cada um de nós, mas também sobre nosso país e nossa democracia".

De acordo com o presidente americano, o mundo se encontra em um momento "de mudança espantoso". "Não podemos parar estas mudanças, mas podemos nos adaptar a elas", acrescentou.

"A educação pode torná-los fortes, como foi o caso das gerações anteriores, para que superem os desafios do seu tempo", concluiu o presidente Obama.

    Leia tudo sobre: Barack Obamamídia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG