Musical “Hair” aposta em jovens atores e em receita de sucesso de diretores

Charles Möeller e Claudio Botelho são os responsáveis pela montagem do espetáculo no Rio

Marianna Wachelke, especial para o iG

Depois de 40 anos, o musical “Hair” retorna aos palcos brasileiros, nas mãos da dupla Charles
Möeller e Claudio Botelho diretores de “A Noviça Rebelde” e “O Despertar da Primavera”. Com
elenco jovem e músicas contagiantes, a peça estreou na última sexta-feira (05), no Teatro do Oi Casa
Grande, no Leblon, zona sul do Rio de Janeiro.

A ideia surgiu em 2009, quando Charles se encantou ao assistir a peça em Nova York. “Chorei do
começo ao fim”, lembrou o diretor que já era apaixonado pelas músicas do filme e se rendeu
à trilha da peça. Um ano depois, trouxe o musical para o Brasil. “É um projeto muito pessoal”,
avaliou. Ao lado de Claudio, o diretor fez algumas mudanças na versão original, que classificou “como tendendo ao experimental” dos anos 60. “A peça de 67 era muito desorganizada, defini cores aos personagens e dei um ar mais cartesiano. Tirei do trilho mas a essência continua”, resumiu.

George Magaraia
Aquecimento: elenco prepara corpo e voz antes de entrar em cena
Foi um ano de muito estudo para a equipe, desde pesquisas sobre o que foi a Guerra da Indochina,
passando pelo movimento hippie até os direitos das mulheres.“Não sei fazer algo sem me
aprofundar”, explicou Charles, nos bastidores do musical. “A peça mudou o meu olhar, mais do
que meu olhar influenciou a peça. O trabalho foi um divisor de águas pela proposta de temas como
tolerância, amor e liberdade”, contou Charles que já adiantou o desejo de dirigir “Billy Elliot” no
Brasil. A parceria já trabalha há 20 anos juntos e Charles conta o segredo do sucesso. “É que nem
casamento, não nos acomodamos e temos um atrito bom”, explicou.

No elenco, fluminenses, paulistas e paranaenses se misturam na coreografia. Do total, 5 mil pessoas
se inscreveram, dessas 2,5 mil foram selecionadas para audição, que foi reduzida para 250, até os 30
finais. Para a produção, os diretores buscaram atores que inspirassem juventude e preparação para
cantar, dançar e representar.

Corre-corre nos bastidores

O ensaio começou por volta das 18h, três horas antes da estreia para o público carioca. Reunido no
canto do palco, o elenco ensaiou músicas durante meia hora com o regente Marcelo Castro, e logo
após fez uma pausa de 10 minutos para não subir de barriga vazia para a grande noite.

George Magaraia
Usando uma falsa barriga de grávida, Letícia Colin diz que para fazer o espetáculo é preciso disciplina e condicionamento físico
Letícia Colin é uma das artistas que apressa o passo nos corredores dos bastidores. Depois de
participar de novelas da Globo e Record e produções como “Bonitinha mas Ordinária” e “O Despertar
da Primavera”, a atriz de 20 anos interpreta Jeanie e usa uma barriga de gravida falsa para
incorporar o papel. “Sempre gostei de musicais, a complexidade me fascina”, afirmou Letícia ao
citar pré requisitos como disciplina e condicionamento físico para aguentar as duas horas e meia na
frente do público.

No mês de agosto foi divulgada a lista final do elenco escolhido e não tardou para começar o
corre-corre de treinamento, ensaios e até mudanca de mala e cuia para o Rio. A paulistana Mariana
Gallindo, de 21 anos, largou seus alunos de dança, para participar de “Hair”. “Em duas semanas
minha vida mudou e esta sendo incrível”, declarou a atriz que confessou ter estado desmotivada
depois de 'nãos' em testes para “Gaiola das Loucas e “De Pernas pro Ar”.

A conversa é interrompida pelo anúncio do auto falante orientando os atores para mais um ensaio
no palco. Ao lado da mesa do lanche, seis vasos de flores decoram a copa, presente de amigos da
produção como Cláudia Raia e Sandro Christopher.

Couro, flores e cores estampam o figurino

A escolha do figurino por Marcelo Pires foi uma verdadeira peregrinação a brechós e customizações
de peças. “Ao todo, o elenco troca duas vezes de roupa, dentre calças jeans, vestidos longos,
sobretudos, sandálias de dedo e botas de couro, que compõem os personagens” , explicou a chefe
das camareiras Elma Lúcia Antônio que destacou duas túnicas que a atriz Karin Hils, ex-integrante
do Rouge, veste na peça.

George Magaraia
O clima "paz e amor" do espetáculo invade também os camarins
Ao todo, são três camarins principais, logo ao lado do palco. O maior é dividido por cinco atrizes,
cada uma com seu espelho. Toques sutis dão tom para os últimos minutos antes da apresentação:
um bibelô de elefante indiano, flores e um óleo de patchuli perfumando a pequena sala.

Enquanto Fernando Machado e Hugo Bonemer vestem as perucas para compor o look hippie, o
foco de atenção do segundo camarim esta logo ali encaixado no espelho: fotos do pequeno Arthur
de nove meses, filho de Fernando. “Senão não da para aguentar a saudade”, sorri o pai coruja.

No fim do corredor, o mais pitoresco dos cômodos, com direito a frigobar, poltrona, almofadas
de crochê, cafeteira Nespresso, fotos de Beatles e Jim Morrison e a musica “Dream a dream with
me”, de Louis Armstrong ao fundo. O autor da façanha e o protagonista do musical Berger, Igor
Ricklli. “Queria um cantinho como se fosse uma casa”, argumentou o paranaense que há quatro
anos mora no Rio. Depois de receber a notícia que faria parte da super produção, Igor fez as malas
e passou cinco dias em Londres, onde assistiu três vezes ao musical. “O clima esta ótimo e já estou
fazendo amizades incríveis”, contou o ator que emagreceu 8kg e fez megahair para incorporar o
personagem.

George Magaraia
Figurino e cenário coloridos e caprichados dão o tom do musical
Com 40 minutos para maquiagem contadas no relógio, os atores vestem o figurino, aprontam os
penteados e ensaiam mais um vez, agora com o apoio da orquestra. E engana-se quem pensa que a cena de nudez total constrange o elenco. “'É uma das partes mais tranquilas. Pensei que era difícil, mas com tantas emoções envolvidas, a nudez se torna pequena e, no fim, quem se sente sem graça é o público, parece que eles que estão nus”, sorriu Bruna Guerin, que faz o papel de mãe de Hugo.

    Leia tudo sobre: hairteatromusical

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG