Ex-integrante do Fugees não descarta concorrer ao governo do país caribenho

Wyclef Jean canta na entrega do Prêmio Nobel da Paz, no ano passado
Getty Images
Wyclef Jean canta na entrega do Prêmio Nobel da Paz, no ano passado
O cantor e compositor haitiano Wyclef Jean está considerando concorrer à Presidência de seu país, que foi fortemente abalado por um terremoto, mas ainda não decidiu se participará das eleições de novembro.

Em comunicado enviado à imprensa, a família da ex-estrela do grupo musical Fugees confirmou pela primeira vez que ele estava pensando em colocar sua carreira de lado para disputar o maior cargo do Haiti.

"O compromisso de Wyclef com sua pátria e a juventude do país não tem limites, e ele continuará sendo seu maior apoiador independentemente se fizer parte do governo", disse o comunicado.

Os candidatos para as eleições presidenciais e legislativas de 28 de novembro têm até 7 de agosto para se registrar.

Os rumores sobre a possibilidade de o rapper disputar a Presidência aumentaram desde o terremoto devastador de 12 de janeiro, que matou 300 mil pessoas e deixou 1,5 milhão de sobreviventes em acampamentos improvisados.

O governo do presidente René Préval, que não pode se reeleger neste pleito, tem sido amplamente criticado pela lentidão no auxílio às vítimas do terremoto e no lançamento de uma enorme força tarefa para reconstruir o país.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.