Winehouse é inocentada em acusação de agressão

Tribunal julgou a cantora inocente de agredir uma fã

Redação com agências |

A cantora Amy Winehouse deixou livre nesta sexta-feira (24) um tribunal em Westminster, na capital britânica, ao ser considerada inocente da acusação de que teria agredido uma fã durante um ato beneficente, no ano passado. "Estou aliviada. Vou para casa", disse a estrela ao sair da corte, cercada por fotógrafos e cinegrafistas.

O julgamento havia começado ontem para apurar as declarações da suposta vítima, a dançarina Sherene Flash. Ela afirma que pediu de maneira gentil à Amy para tirar uma fotografia, mas Winehouse respondeu agredindo-a deliberadamente, com um soco no olho. Ao proferir sua decisão, o juiz Timothy Workman declarou que não havia evidências suficientes para afirmar que a agressão teria sido deliberada.

O incidente aconteceu no final de uma apresentação da cantora, em setembro de 2008, em Londres. No tribunal, Flash disse que Winehouse "bateu violentamente" em seu olho direito, acrescentando que ficou chocada e começou a chorar. "Ela parecia bêbada. Ela parecia estar talvez sob efeito de drogas ou algo do tipo."

Na audiência prévia realizada em março, Winehouse disse que se sentiu "intimidada" por Flash, que a agarrou e a impediu de se despedir de um amigo que passava.

"Ela me disse que essa pessoa (o amigo da artista) podia esperar e passou a mão pelo meu pescoço, por isso me senti intimidada. No entanto, minha única reação foi me afastar dela", disse Winehouse. Além disso, os advogados da cantora alegaram que ela seria muito baixa para agredir Flash, 15 centímetros mais alta.

Winehouse, ganhadora de cinco prêmios Grammy, divorciou-se neste mês de Blake Fielder-Civil, que decidiu acabar com quase dois anos de casamento depois que a imprensa sensacionalista britânica publicou fotos da cantora flertando com outro homem durante as férias caribenhas.

    Leia tudo sobre: amy winehouse

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG