'Whitney Houston era uma mulher muito espiritual', diz brasileiro que tocou com a cantora

Tecladista Jetro da Silva participou da última turnê da cantora, em 2010

Thiago Ney, iG São Paulo |

"Whitney Houston era uma mulher muito espiritual. Era amiga, falava com todo mundo, era alegre. Muita gente não conhece a verdadeira Whitney Houston."

A descrição acima foi feita por telefone ao iG por Jetro da Silva, músico brasileiro que trabalhou com Whitney Houston como tecladista e arranjador.

Arquivo pessoal
Foto de Jetro da Silva com a equipe de músicos da turnê de 2010 de Whitney Houston

Jetro tem 44 anos e mora em Boston, nos EUA. Ele mudou-se para aquele país em 1991. Desde então, trabalhou com diversos artistas. Tocou com Whitney em duas turnês: em 1999 e em 2010, a última realizada pela cantora.

A derradeira série de shows de Whitney aconteceu entre fevereiro e junho de 2010. "Ela apareceu nos últimos quatro dias de ensaio. Estava bem animada. Fazia questao que os músicos fossem bem tratados, bem pagos. Era superprofissional", conta Jetro. "Disseram que ela não estava cantando bem, isso não era verdade. Ela teve problemas apenas no início da turnê porque estava há muito tempo sem cantar, mas depois foi otimo."

Jetro disse que ligou para o irmão de Whitney, Gary Houston, quando ficou sabendo da notícia de sua morte. "Ele me disse: 'Jetro, é verdade, ela não está mais aqui'."

Segundo o brasileiro, ele conversava constantemente com Gary, e o irmão de Whitney disse que a cantora estava "animada" com a possibilidade de fazer uma temporada de três meses de shows em Las Vegas.

    Leia tudo sobre: Whitney Houstonmúsica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG