Vocalista do Motorhead é investigado por usar quepe nazista

Redação iG Música |

O líder e vocalista do Motorhead, Ian Lemmy Kilmister, está sendo investigado pela polícia alemã. O motivo é que, para divulgar um show que aconteceu na cidade de Aurich, dia 5 de julho, o cantor posou para o jornal local usando um quepe nazista. Na Alemanha, qualquer tipo de propaganda do nazismo é considerada contra a Constituição.

Em entrevista ao site New York Waste, Lemmy ironizou dizendo que não coleciona memorabilia nazista. Coleciono objetos dos países do eixo, e de outros que não são mais mencionados, como Latvia, Lituânia, Estônia, Finlândia, Hungria.

Ele também comentou gostar muito de uniformes e símbolos de guerra e que não houve nenhum viés racista em sua foto. Desde o começo dos tempos, os caras maus tem os melhores uniformes. Napoleão, os confederados, os nazistas. São uniformes matadores! Eles eram os rock stars daquela época. Não digam que sou racista por causa de um uniforme. Tive minha primeira namorada negra em 1967 e várias outras desde então. Nunca entendi o racismo, nunca achei que era uma opção.

Compre músicas do Motorhead .

Leia mais sobre Motorhead .

    Leia tudo sobre: motorhëad

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG