Vizinho acordou 'assustado' com gritos na casa de Winehouse

'Ouvi ruídos enormes, como se alguém estivesse sentindo dores', disse o morador do bairro de Camden

EFE |

Um vizinho de Amy Winehouse, que pediu manter o anonimato, declarou à imprensa que, na sexta-feira, acordou assustado porque ouvia gritos vindos da casa de Amy.

Acesse o especial Amy Winehouse

"Ouvi ruídos enormes, como se alguém estivesse sentindo dores. Brinquei com meu filho dizendo a ele que talvez ela estivesse usando drogas", afirmou o vizinho.

Fontes da indústria fonográfica assinalaram ao jornal britânico "The Sunday Times" que a cantora teria bebido muito nos últimos dias.

A Polícia Metropolitana de Londres informou que a autópsia do corpo da cantora não será feita neste domingo, por isso ainda será preciso aguardar para se saber as razões da morte de Amy Winehouse, que tinha 27 anos .

Siga o iG Cultura no Twitter

Um porta-voz da polícia reiterou que o incidente ainda não tem esclarecimentos e disse que é prematuro levantar teorias até que seja realizada a autópsia do corpo.

As forças de segurança mantêm interditadas neste domingo as cercanias da casa onde morava a jovem, no bairro de Camden, norte de Londres, enquanto continuam as investigações.

Veja a trajetória de altos e baixos de Amy Winehouse

Acesse o especial Amy Winehouse

    Leia tudo sobre: Amy Winehouse

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG