Victor e Leo aprendem a dizer não e voltam mais animados em novo disco

Dupla diminui o ritmo de shows e passa seis meses gravando o nono álbum, "Amor de Alma"

Augusto Gomes, iG São Paulo |

Divulgação
Victor e Leo
Após quase vinte anos de carreira, chegou a hora de a dupla Victor e Leo dizer não. Calma, os irmãos não brigaram nem pretendem se separar. O não é para parte dos compromissos que a vida de artista exige. "Há mais ou menos um ano falamos para o nosso empresário que iríamos fazer no máximo quatro shows por semana. Se ele marcasse o quinto, ele mesmo ia ter que cantar", conta Leo.

É uma situação bem diferente da de cinco anos atrás, quando a dupla estava começando a ficar conhecida em todo o Brasil e costumava fazer até seis shows por semana. "Fiquei praticamente três anos sem ver a minha família direito", diz Leo.

Agora, o duo decidiu diminuir o ritmo. Tanto que colocou na geladeira os planos de uma carreira internacional. "Em 2008, lançamos um disco em espanhol e fizemos alguns shows na América Latina", explica Victor. "Recentemente, recebemos o convite para gravar outro. Mas, para promovê-lo, teríamos que passar cem dias fora do Brasil. Por enquanto, a resposta é não. Quem sabe no futuro."

Veja letras de Victor e Leo no Vagalume

A revelação foi feita num hotel na zona sul de São Paulo, onde a dupla deu entrevistas para promover seu nono disco, "Amor de Alma". O álbum é fruto dessa fase mais tranquila dos dois. As gravações duraram seis meses e aconteceram em um estúdio em Uberlândia, no interior de Minas Gerais. Um dos destaques do disco é a participação especial de Paula Fernandes na faixa "Sonhos e Ilusões".

"Somos amigos da Paulinha há dez anos, quando nenhum de nós era famoso. E também admiramos muito o trabalho dela", explica Victor. "Ela já gravou algumas músicas nossas e, quando escutou 'Sonhos e Ilusões', deu a entender que queria gravar também. Aí eu falei para ela: 'Tudo bem, pode gravar. Mas tem que ser no nosso disco'. Ela topou."

Divulgação
Victor e Leo
Outro destaque é a regravação de "Sexy Iemanjá", canção de Pepeu Gomes que foi abertura da novela "Mulheres de Areia", atualmente reprisada pela TV Globo. A escolha da música, segundo Victor, foi totalmente pessoal. "Nós costumávamos cantá-la quando estávamos começando e fazíamos shows em barzinhos", explica. "Foi uma forma de relembrar essa época."

Leia também: Victor e Leo lideram arrecadação no Brasil

No geral, "Amor de Alma" é também um trabalho mais dançante do que o anterior, "Boa Sorte pra Você". "Nossos discos são sempre um retrato do nosso momento. Na época do 'Boa Sorte pra Você', estávamos muito cansados, então saiu um trabalho mais introspectivo", afirma Leo. "Já o 'Amor de Alma' saiu mais animado porque estamos mais animados. Não foi nada planejado."

A capa do disco, uma foto dos dois andando a cavalo ao ar livre, retrata esse momento. "Foi ideia do Victor. No começou eu achei que não ia ficar legal, nem queria fazer. Mas ele insistiu e a gente fez. No final acabei gostando."

    Leia tudo sobre: Victor e LeoPaula Fernandesmúsica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG