Vendas de Michael disparam no Reino Unido

Top 20 da Amazon britânica está tomado por discos do cantor

EFE |

A venda de discos de Michael Jackson disparou no Reino Unido após sua morte ontem à noite nos Estados Unidos e 14 de seus trabalhos estão hoje entre os 20 mais vendidos da loja pelo site Amazon.co.uk. O aumento das vendas foi notado especialmente porque nos últimos anos elas tinham diminuído, devido à falta de novos discos e por causa dos problemas pessoais do artista.

Após esse período de indiferença por parte do público, o interesse por sua obra tinha voltado a ser despertado após o anúncio de uma série de megaconcertos previstos para Londres.

Hoje, a lista de sucessos da página britânica da Amazon era liderada pelo primeiro álbum solo de Michael, "Off the Wall", com canções como "Don't stop 'til you get enough" e "She's out of my life".

Em seguida estava "Bad", de 1987, e na terceira posição "Thriller", o álbum mais vendido da história da música.

Seu álbum de estúdio mais recente, "Invincible", ocupava o nono lugar, e a coletânea "King of Pop" estava em oitavo.

Por outra parte, a morte do ícone do pop também levantou na Grã-Bretanha uma atividade frenética na internet.

Além de várias buscas no Google de informação sobre sua morte, no Twitter, uma das páginas mais populares neste país, logo após sua morte foi registrado 22,6% de mensagens dedicadas a ele.

Um dos que usou essa rede social para se expressar foi o ministro britânico de Assuntos Exteriores, David Miliband, que escreveu que nunca alguém tinha chegado tão alto, mas caído tanto depois.

A rede pública "BBC" informou que o tráfico em seu site foi 48% mais alto do que o habitual às 4h, pouco depois do anúncio da morte de Michael.

    Leia tudo sobre: michael jackson

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG