Usher doará cachê pago a ele por Kadafi

Cantor norte-americano se apresentou para familiares do ditador líbio no Ano Novo de 2009

iG São Paulo |

Após Beyoncé, Mariah Carey e Nelly Furtado, é a vez de Usher afirmar que doará o dinheiro que ele ganhou por fazer um show particular para parentes do ditador líbio, Muama Kadafi.

O cantor norte-americano se apresentou para familiares do comandante líbio no Ano Novo de 2009, ao lado de Beyoncé, na ilha de St. Barths, no Caribe. Ele diz que mandará o cachê para "várias organizações de direitos humanos".

Não se sabe quanto Usher ganhou - especula-se que, para Beyoncé, Kadafi tenha pago cerca de R$ 3,3 milhões. O cantor afirmou ainda que não sabia para quem estava se apresentando.

Nelly Furtado foi a primeira a se manifestar a respeito das doações. Beyoncé, Mariah Carey e Usher tomaram a iniciativa apenas depois de o fato ter causado uma indignação pública.

Mas ainda há artistas que fizeram shows para Kadafi e não se pronunciaram, como 50 Cent, Timbaland, Enrique Iglesias e Lionel Richie.

    Leia tudo sobre: BeyoncéNelly FurtadoMariah CareyUshermúsica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG