Último dia do Lollapalooza deve ter momentos de Woodstock

Assim como aconteceu ontem, Chicago amanheceu hoje com tempo encoberto e pancadas de chuva

Guilherme Manechini, de Chicago |

Reuters
Público no festival Lollapalooza, em Chicago
Após dois dias com chuva pela manhã, o gramado do Grant Park, em Chicago, onde acontece o Festival Lollapalooza, encara seu teste final neste domingo.

Bastante prejudicado pelas chuvas e pelas 90 mil pessoas que por ele passaram em cada um dos dois dias de show, é praticamente certo que o dia será repleto de cenas de fãs cobertos de lama.

Ontem, após chuva fraca pela manhã, o gramado já apresentava indícios de que mais um dia de chuva seria o suficiente para que vários trechos ficassem intransitáveis.

Mesmo assim muitos fãs ignoraram as poças de lama, talvez buscando um pouco mais de emoção e memórias na edição que marca os 20 anos de vida do festival.

As atrações principais para o último dia do Lollapalooza são: Foo Fighters, Arctic Monkeys, DeadMau5 e Damian Marley.

Nos shows de sábado, destacaram-se Eminem, My Morning Jacket, Beirut, Mayer Hawthorne, Atmosphere Cee Lo Green, Lykke Li e Deftones.

Beirut e Mayer Hawthorne, que abriu os shows da cantora Amy Winehouse no Brasil, tocaram novas músicas para o público presente em Chicago. O mesmo fez a banda Coldplay durante sua apresentação na sexta-feira.

    Leia tudo sobre: Lollapalooza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG