Susan Boyle consegue marca inédita com o disco "The Gift"

Cantora tornou-se a primeira artista mulher a ficar, pela segunda vez em menos de um ano, em 1º lugar no Reino Unido e nos EUA

EFE |

AP
A cantora escocesa Susan Boyle
A cantora Susan Boyle se transformou na primeira artista mulher a ficar, pela segunda vez em menos de um ano, em primeiro lugar entre os mais vendidos no Reino Unido e nos Estados Unidos, informou nesta quarta-feira a gravadora da artista.

Susan, que ganhou fama graças a um concurso de televisão, conseguiu, no domingo passado, que seu novo álbum, "The Gift", ficasse em número um da lista de sucessos britânicos, fato que repetiu nesta quarta-feira nos EUA. Só The Monkees, em 1967, e The Beatles, em 1969, conseguiram atingir essa marca.

A artista escocesa afirmou que chegar ao topo das listas nos dois países é uma experiência "incrível e completamente inesperada", que a fez viver o "momento mais feliz" de sua vida. A cantora de 49 anos, que antes de ficar famosa mundialmente investia boa parte de seu tempo como voluntária em uma igreja, ficou conhecida depois de interpretar o tema "I Dreamed a Dream", do musical "Os Miseráveis", no programa de televisão "Britain's got talent", do qual foi finalista.

Após o concurso, Susan gravou um disco com o título da canção que a levou à fama, vendeu mais de dez milhões de cópias no mundo todo e bateu o recorde de reservas da loja virtual "Amazon". O presidente da Columbia Records, Steve Barnett, declarou que "a arrasadora resposta ao novo disco de Susan é um exemplo de seu talento único". "Com suas canções é capaz de comover os corações de admiradores de todo o mundo e eles mantêm seu apoio fiel", disse.

    Leia tudo sobre: Susan Boyle

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG