Stone Temple Pilots recorda sucessos dos anos 1990 ao vivo em SP

Repertório do show desta quinta foi baseado nos álbuns "Core" (1992) e "Purple" (1994)

Augusto Gomes, iG São Paulo |

Jorge Rosenberg/iG
Scott Weiland, vocalista do Stone Temple Pilots, em São Paulo
Depois de um ano repleto de grandes atrações internacionais no Brasil, não era de se esperar que uma banda que conheceu seu auge há mais de quinze anos conseguisse atrair um bom público. Mas o Stone Temple Pilots mostrou que o seu grunge noventista ainda tem muitos fãs no país e lotou o Via Funchal, casa de shows com capacidade para seis mil pessoas em São Paulo. E, inteligentemente, baseou o repertório do show nos discos "Core" (1992) e "Purple" (1994), seus dois maiores sucessos. Era exatamente o que o público queria ouvir.

Fotoshow: veja imagens da apresentação do Stone Temple Pilots em São Paulo

O vocalista Scott Weiland foi o centro das atenções. Subiu ao palco de terno, gravata, óculos escuros e um megafone, cantando "Crackerman", do disco de estreia do grupo, "Core". Ao longo da noite, foi se despindo e terminou a apresentação, pouco mais de uma hora e meia depois, com a camisa branca colada ao corpo de tanto suor. Mesmo quase não se comunicando com o público, Weiland é hipnótico: dança, corre, rodopia e mostra que, apesar dos anos de abuso de drogas, sua voz continua em boa forma.

Jorge Rosenberg, especial para o iG
Stone Temple Pilots ao vivo no Via Funchal
Depois de abrir a apresentação com "Crackerman" e "Wicked Garden", Weiland e companhia tocaram um de seus maiores sucessos, "Vasoline", do segundo disco do grupo, "Purple". Foi aí que o show esquentou de verdade - e não esfriou nem quando a banda apostou em canções de seu mais recente trabalho, chamado simplesmente "Stone Temple Pilots" e lançado no início deste ano. Eram músicas que o público claramente não conhecia, mas que mesmo assim recebeu com simpatia.

Outros destaques da noite foram "Dancing Days", clássico do Led Zeppelin tocado com energia, e os hits "Plush" (cujo refrão a plateia paulistana cantou com vontade) e "Sex Type Thing", a última antes do bis. O grupo ainda voltou ao palco para mais duas músicas, "Dead & Bloated" e "Trippin' On A Hole In A Paper Heart". Quem quiser matar a saudade dos anos 1990 tem mais uma chance neste sábado, quando o Stone Temple Pilots se apresenta no Circo Voador, no Rio de Janeiro.

Veja abaixo o repertório do show em São Paulo:

"Crackerman"
"Wicked Garden"
"Vasoline"
"Heaven & Hot Rods"
"Between the Lines"
"Hickory Dichotomy"
"Still Remains"
"Cinnamon"
"Big Empty"
"Dancing Days"
"Silvergun Superman"
"Plush"
"Interstate Love Song"
"Huckleberry Crumble"
"Down"
"Sex Type Thing"

Bis

"Dead & Bloated"
"Trippin' on a Hole in a Paper Heart"

    Leia tudo sobre: Stone Temple Pilots

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG