Sepultura - A-Lex

Atração2009Cotação: 5

Lançamentos |

Por Carlos Augusto Gomes

Em 2006, o Sepultura lançou Dante XXI , um álbum inspirado na Divina Comédia, clássico da literatura escrito por Dante Alighieri. Era, até então, o melhor trabalho do grupo desde a traumática saída de Max Cavalera, dez anos antes. O disco parecia indicar o início de uma boa fase para o quarteto. Mas, logo depois, o baterista Iggor Cavalera anunciou sua saída. Junto com seu irmão Max, formou o Cavalera Conspiracy e lançou o bom Inflikted , no ano passado. Enquanto isso, o Sepultura - agora apenas com Andreas Kisser e Paulo Xisto remanescentes da formação clássica - tocava "Garota de Ipanema" num comercial de TV.

Seria fácil dizer agora que o Sepultura está acabado. Mas foi exatemente isso que muita gente disse após a saída de Max Cavalera - e a banda continuou, ao contrário das previsões mais pessimistas. Com altos e baixos, mas continuou. E, a julgar por esse primeiro álbum sem Iggor Cavalera, A-Lex , também não será agora que eles vão parar. Assim como Dante XXI , o novo disco também se inspira num clássico da literatura: o violento Laranja Mecânica , escrito por Anthony Burgess em 1962 e que, alguns anos depois, inspirou um filme também clássico de Stanley Kubrick.

O resultado pode não ser tão bom quanto no ótimo Dante XXI , mas não decepciona. Falta só um pouco de foco - com 18 faixas e mais de uma hora de duração, o álbum soa repetitivo. Também não funciona a tentativa, no final do álbum, de fazer referências à trilha sonora do filme de Stanley Kubrick. As citações à Nona Sinfonia de Beethoven e aos sintetizadores de Walter Carlos soam completamente deslocadas. Se aparecessem de forma mais sutil e, principalmente, bem mescladas ao som do Sepultura, talvez o resultado fosse melhor. Do que jeito que foi feito, não deu certo.

Ainda bem que nada disso chega a tirar os méritos dos pontos altos do disco. Por exemplo, a alternância de velocidade e lentidão de "Metamorphosis", a violência pura de "Strike" e "What I Do" e o peso arrastado de "Conform". Nessas faixas, o Sepultura de Derrick Green, Andreas Kisser, Paul Xisto e Jean Dollabella (o substituto de Iggor Cavalera nas baquetas da banda) mostra que ainda tem bastante combustível para queimar.

01. A-Lex I
02. Moloko Mesto
03. Filthy Rot
04. We've Lost You
05. What I Do
06. A-Lex II
07. The Treatment
08. Metamorphosis
09. Sadistic Values
10. Forceful Behaviour
11. Conform
12. A-Lex III
13. The Experiment
14. Strike
15. Enough Said
16. Ludwig Van
17. A-Lex IV
18. Paradox

    Leia tudo sobre: sepultura

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG