Russos pedem canções revolucionárias a Madonna

Russos pedem também que cantora se comporte bem no show que fará em 2 de agosto na antiga capital dos czares

EFE |

Os comunistas de São Pertersburgo e da província de Leningrado divulgaram hoje uma carta aberta à cantora Madonna, na qual pedem que a artista cante músicas revolucionárias e se comporte bem no show que fará em 2 de agosto na antiga capital dos czares.

"Não é só o centro histórico da cidade mais bela do mundo, mas o lugar onde aconteceu a Grande Revolução Socialista de Outubro", diz a carta, divulgada pelo site comunista "Kplo.ru", em referência à Praça do Palácio, onde a diva do pop se apresentará.

Os autores do texto pedem que Madonna compreenda a "responsabilidade" que é cantar num local com tanta história. "Aqui não pode mexer a bunda de um lado para o outro, vestir-se com frivolidade, dançar numa barra, saudar alegremente as lésbicas. É preciso se vestir com recato, cantar de forma melódica e lembrar as regras morais", acrescenta a carta aberta.

Os comunistas também propuseram a inclusão de canções revolucionárias no repertório do show. O objetivo seria homenagear os que iniciaram a revolução bolchevique de 1917.

O show de Madonna na Praça do Palácio, que faz parte da turnê "Sticky and Sweet", foi autorizado em março passado pelo diretor do Museu Hermitage, Mikhail Piotrovski.

"A cidade precisa do show de Madonna, por isso apresentamos nossas exigências referentes às características técnicas da apresentação. O show acontecerá sempre que estas questões forem levadas em conta", disse Piotrovski à época.

    Leia tudo sobre: madonna

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG