Buenos Aires terá edição do festival para cerca de 100 mil pessoas por dia

A Argentina será o segundo país da América do Sul a acolher o Rock in Rio , após o pré-acordo alcançado entre a organização do evento e o governo de Buenos Aires. A cidade terá a sua primeira edição em setembro de 2013.

Projeção de parte da Cidade do Rock na edição argentina do festival, no Parque da Cidade
Divulgação
Projeção de parte da Cidade do Rock na edição argentina do festival, no Parque da Cidade
A informação foi antecipada à agência Efe pelo presidente e criador do festival, Roberto Medina, que apontou a cooperação institucional, a proximidade com o Rio de Janeiro e a íntima relação da Argentina com a música como as principais razões para a escolha de Buenos Aires como o novo destino de um dos maiores eventos de música, lazer e entretenimento do mundo.

Siga o iG Cultura no Twitter

"A Argentina tem uma relação muito antiga com o Rock in Rio por sua proximidade com o Brasil", indicou Medina. Em sua última edição na capital carioca, em setembro e outubro, o Rock in Rio celebrou sete dias de festival, com um público total de 700 mil pessoas, gerando para a cidade US$ 460 milhões, segundo números da Prefeitura.

Axl Rose no encerramento do último festival
Vivian Fernandez
Axl Rose no encerramento do último festival
Medina destacou que tanto o governador de Buenos Aires, Mauricio Macri, como seu secretário da Cultura, Hernán Lombardi, mostraram uma "rápida compreensão" sobre o impulso econômico e o impacto mundial em termos de imagem que representa a marca Rock in Rio.

O festival chegará à capital argentina no final de setembro, poucos dias depois da realização de sua edição carioca, por isso haverá coincidências na programação.

"Antes de mais nada trata-se de oferecer boa música", afirmou o criador do festival, que, após sua incursão há anos na Europa, pretende chegar aos Estados Unidos em breve. "A ideia é que se torne tão importante para a música como a Copa do Mundo é para o futebol, com muita qualidade em todos os aspectos", desde o gramado às lojas, desde o transporte à infraestrutura.

O Parque da Cidade, um espaço de 200 mil metros quadrados que esteve fechado nos últimos 30 anos e que fica a 15 minutos do centro de Buenos Aires, será a sede da quarta Cidade do Rock do mundo – as outras são Rio de Janeiro, Lisboa e Madri–-, com capacidade para receber 100 mil por dia.

A cantora Rihanna no Rock in Rio 2011
AgNews
A cantora Rihanna no Rock in Rio 2011
Segundo a organização do Rock in Rio, foi assinado com as autoridades o chamado "Protocolo de Intenções", no qual são expostas as condições necessárias para a realização deste evento e, em um período de 60 a 90 dias, será editado o contrato definitivo.

Acesse a ferramenta de shows do iG e descubra quais bandas tocarão em sua cidade

A designação de Buenos Aires como nova sede não descarta a eventual organização do festival em outras cidades do continente americano. Medina disse que espera iniciar em breve conversas com o Peru, que se mantêm as negociações com o México, onde existem alguns problemas quanto à localização da Cidade do Rock, e que Bogotá, a candidatura que mais progride, pode se tornar sede em 2014.

Leia também: Rock in Rio 2013 já tem duas bandas confirmadas

A última edição do Rock in Rio acnteceu em 2011, no Rio de Janeiro. O festival voltará à Cidade do Rock em 2013.

Antes disso, em 2012, o Rock in Rio passará por Lisboa e Madri entre os meses de maio e julho, com apresentações de Bruce Springsteen, Red Hot Chili Peppers, Maroon 5, Lenny Kravitz e David Guetta, entre outros.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.