Rock e samba ganham espaço no Festival de Verão

Edição de 2009 recupera pontos perdidos no ano passado

Agência Estado |

O resultado do Festival de Verão de Salvador de 2008 não foi dos mais animadores. O público caiu proporcionalmente à programação.

Para o bem-estar geral, a edição de 2009, a 11ª, que terminou ontem de manhã, ganhou pontos com a renovação em diversos aspectos. A primeira mudança, que salta aos olhos, foi em relação ao projeto visual. Os ambientes de todas as áreas do imenso Parque de Exposições estavam mais limpos, sem os excessos de propaganda dos patrocinadores que cansavam a vista do público.

A segunda e bem-vinda novidade foi a criação de dois novos espaços - o Boteco do Samba e a Arena (também apelidada de Concha Acústica do Festival), que ficaram lotados em quase todos os shows. O projeto foi tão bem-sucedido que, segundo os organizadores, as duas áreas serão ampliadas em 2010. Na Arena, o melhor show foi o do Cordel do Fogo Encantado, que tocou na quinta para fãs alucinados com sua poesia rascante, embalada por muita percussão. Boa surpresa foi a apresentação da banda O Círculo, de Salvador. A Arena começou, na quarta, com uma sessão de música baiana de carnaval, Motumbá e Ara Ketu, entre outros. Na quinta, o rock ficou em evidência. Na sexta foi a vez do reggae e no sábado, uma boa mistura do pop-rock baiano atual, com destaque para Lampirônicos, Moinho e a banda de rock instrumental Retrofoguetes.

No Boteco do Samba se apresentaram nomes de peso do samba atual, como Dudu Nobre e Arlindo Cruz, e Mariene de Castro, revelação da música baiana de raiz desta década. Daniela Mercury, como sempre, fez a diferença no palco principal. Contando com a participação do Balé Folclórico da Bahia, ela mandou bem numa mistura sonora que pode se chamar de tecnomacumba, como cravou Rita Ribeiro, e muito samba-reggae, culminando com hits do carnaval e duetos com a convidada Margareth Menezes.

O palco principal (que deve perder esse nome porque a ideia é pulverizar cada vez mais o conceito de diversidade e igualdade de importância entre os espaços do festival) mantém na grade outros onipresentes astros da axé music: Ivete Sangalo, Chiclete Com Banana, Asa de Águia, Eva, etc. Além deles, vêm os grupos de pop-rock de maior popularidade, como O Rappa, Jota Quest, Capital Inicial. Além da cantora canadense Alanis Morissette. Ana Carolina estreou no evento na quinta-feira com enorme sucesso, cantando para cerca de 50 mil pessoas.

    Leia tudo sobre: festival de verão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG