Roberto Carlos visita local mais sagrado da religião judaica

Cenas do cantor no Muro das Lamentações, em Jerusalém, estarão em especial da TV Globo

Augusto Gomes, enviado especial a Jerusalém |

A peregrinação de Roberto Carlos pelos lugares santos de Jerusalém passou neste domingo pelo Muro das Lamentações, o local mais sagrado da religião judaica. As imagens farão parte do especial que a TV Globo exibe no dia 10. Antes do muro, Roberto já havia visitado, por exemplo, a Basílica do Santo Sepulcro , local onde, segundo a tradição cristão, Jesus foi enterrado. Na segunda, ele deve ir ao Domo da Rocha, lugar sagrado para o islamismo.

Roberto passou cerca de 15 minutos no Muro das Lamentações. Tudo que fez foi caminhar até a parede e colocar as mãos lá, em silêncio. A cena foi repetida duas vezes, sob o olhar atento de um batalhão de fotógrafos e jornalistas. A situação toda provocou a curiosidade da população, que perguntava quem era aquele homem vestido de azul. Ao serem informados que era um brasileiro chamado Roberto Carlos, alguns perguntavam: 'O jogador de futebol?'

Siga o iG Cultura no Twitter

Quando se preparava para deixar o local, o cantor foi abordado pelo rabino Shmuel Rabinovitch, com quem trocou rápidas palavras. O religioso disse ao artista que o Muro das Lamentações era um lugar para receber pessoas de todas as crenças, afirmou que pessoas com o dom de cantar são abençoadas e finalmente lamentou não poder ir ao show que Roberto faz em Jerusalém no próximo dia 7 .

Pouco antes, o cantor já havia gravado no Jardim Arqueológico de Jerusalém, a poucas centenas de metros do Muro das Lamentações. Lá, ele apenas permaneceu sentado, com o olhar perdido no horizonte. Lá, também foram realizados dois takes. No intervalo entre um e outro, uma assistente protegia o artista com um guarda-sol.

A gravação teve uma série de incidentes curiosos. Poucos minutos antes de Roberto chegar ao Jardim Arqueológico, sua equipe entrou em polvorosa: um gato preto estava passeando pelo local. Como o cantor poderia não gostar, o animal foi rapidamente expulso do local. Depois, foi a vez de um jovem judeu ortodoxo quase causar problemas. Como não percebeu a equipe de filmagem, o rapaz dirigiu-se tranquilamente a um bebedouro ao lado de onde Roberto Carlos estava sentado. Por sorte, a câmera não estava filmando no momento.

As imagens de um Roberto contemplativo serão exibidas no festival nos intervalos das músicas do show do dia 7. Entre o show e a exibição do especial, o diretor Jayme Monjardim terá pouco mais de 30 horas para editar todo o material. Por isso, ele vai voar de Jerusalém para o Brasil às 6h da quinta-feira. "Também estou adiantando o trabalho daqui. Trouxe um editor comigo para cuidar dessas cenas do Roberto. Já o show será transmitido via satélite para o Brasil, para a pré-edição já começar de lá", explicou.

Ele não se incomoda com o prazo curto. "Já estou acostumado porque trabalho muito em novelas. Já gravei muito capítulo para exibir no dia seguinte", conta. As dificuldades do projeto, para ele, também não são problema. "A previsão é que amanhã nós gravemos no Domo da Rocha. Até o momento, está tudo certo. Mas, como é uma área muçulmana, tudo pode mudar de uma hora para outra. Faz parte".

* O repórter viajou a convite da organização do show

    Leia tudo sobre: roberto carlos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG