Rihanna faz show memorável no Rock in Rio Madri

Cantora prestou tributos aos cantores Michael Jackson e Louis Armstrong durante sua performance

EFE |

Madri - Rihanna chegou de Barbados para oferecer sua primeira e até o momento única atuação na Espanha, em show no segundo dia do Rock in Rio Madri, neste sábado na capital espanhola. Quando o frágil semblante de Rihanna apareceu sobredimensionado sobre as enormes telas do palco Mundo do Rock in Rio Madri a loucura explodiu e o impaciente público estremeceu de prazer com a presença da diva.

A estrela de Barbados se apresentou com óculos escuros, cabelo vermelho muito curto e um vestido tão vanguardista quanto provocativo: sutiã preto em forma de cone e meia-calça arrastão da mesma cor. "Mad House" foi a música escolhida pela cantora para inaugurar um repertório baseado nos quatro discos lançados até o momento pela artista.

A primeira parte do show foi em cima de seu novo trabalho, "Rated R", com "Hard", "Firebomb" e "Rude Boy". "Disturbia" foi um dos momentos de inflexão do concerto, não só porque é uma grande canção cheia de matizes, mas pela cena no palco: enormes figurantes com aspecto de alienígenas de mais de quatro metros de altura dispostos a capturar a rainha da noite.

Com "Rockstar" a diva assumiu sua pose mais roqueira e tocou uma guitarra elétrica para interpretar alguns riffs acompanhados dos guitarristas de sua banda. Com "Rudeboy" de novo a coreografia foi o ponto mais criativo, porque apareceu retratado o mundo dos paparazzi que perseguem as celebridades. Dançarinos com uniformes psicodélicos de cores e câmeras ao ombro acossavam a artista sobre o palco.

O contraponto romântico do show viria com as seguintes canções: "Hate", "Rehab" e "Memories". Quando chegaram "Stupid in Love", "Te Amo" e "Pon de Replay" as 85 pessoas presentes na Cidade do Rock foram à loucura.

Dois ícones da música afro-americana estiveram presentes no show de Rihanna. Primeiro Michael Jackson, a quem a cantora homenageia em "Don't Stop the Music", uma canção que arrasou nas pistas de dança de meio mundo. Em segundo lugar Louis Armstrong e sua "What a Wonderful World", que foi a canção usada pela cantora para de despedir do palco no meio da emoção suscitada anteriormente pelo hit "Umbrella".

    Leia tudo sobre: iGculturamúsicarock in rio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG