"Quem às vezes não se sente um Judas?", pergunta Lady Gaga

No México, cantora afasta polêmica de novo clipe e diz não dar bola a críticas

iG São Paulo com EFE |

Lady Gaga garantiu que não perderá o sono com o burburinho e as polêmicas do lançamento de seu novo vídeo, "Judas". A cantora defendeu a mensagem de perdão, além de declarar de que a música gira em torno de um relacionamento ruim.

"Quem não se sente às vezes como um Judas, incompreendido, criticado por todos, e precisando perdão?", explicou durante uma entrevista coletiva na capital mexicana.

Comparado com o clipe de Madonna para "Like a Prayer" nos anos 1980 – onde aparecia um Jesus negro –, "Judas" apresenta Jesus Cristo com traços latinos e seus apóstolos como motociclistas rebeldes em Los Angeles. Lady Gaga seria Maria Madalena.

A estrela pop explicou que a música a ajudou a superar uma má experiência e a perceber que "para vencer a escuridão na vida, é preciso perdoar".

Apesar de descer do quarto do hotel com duras horas de atraso, Lady Gaga conquistou os jornalistas distribuindo vários sorrisos. "Queria estar perfeita vocês", se desculpou, com um vestido azul semitransparente, uma peruca loira e morena e um colar cintilante.

A cantora, que em apenas dois anos chegou ao topo das paradas pop, declarou que está segura de seu trabalho. "A arte da fama é saber quem você é. Não presto atenção nos críticos. Se tivesse feito isso, não estaria onde estou hoje", acrescentou. Gaga fez um show ontem na Cidade do México e neste sábado se apresenta no Madison Square Garden, em Nova York.

No próximo dia 23, será lançado oficialmente seu terceiro disco, "Born This Way", no qual está incluso a música "Judas". A cantora aproveitou para desmentir uma lenda urbana: "Não, 'Alejandro' não é dedicado a Alejandro Fernández (cantor mexicano). Mas eu gostaria de conhecê-lo. É muito bonito", brincou Gaga.

null

    Leia tudo sobre: lady gagaborn this wayjudasclipe

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG