Processo de plágio contra o Men At Work avança

Empresa quer participação nos royalties da canção Down Under

Redação iG Música |

O processo de plágio aberto pela Larrikin Music contra a banda de rock Men At Work acaba de ganhar mais um capítulo com a confirmação dos direitos legais da empresa sobre a canção "Kookaburra Sits in the Old Gum Tree", base central da acusação.

A briga toda começou em 2007, quando um programa de TV comparou as semelhanças entre a tradicional cantiga infantil australiana e o single "Down Under", do Men At Work.

Certa de que as similaridades eram suficientes para comprovar o plágio, a Larrikin Music logo abriu um processo contra as gravadoras Sony BMG e EMI, buscando royalties pelo hit dos anos 80.

Logo a gravadora se mobilizou e apontou o Girl Guides Movement (Movimento das Meninas Guias) como detentor dos direitos de "Kookaburra", pois a cantiga composta por Marion Sinclair em 1934 teria sido escrita para a associação de benfeitoras.

Mas agora tudo mudou, pois a corte australiana determinou que os direitos da canção pertencem de fato a Larrikin Music, o que abre caminho para o andamento do processo de plágio.

"Down Under" foi gravada em 1981 pelo Men At Work e alcançou o primeiro lugar das paradas da Austrália, Estados Unidos e Reino Unido.

    Leia tudo sobre: men at workplágio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG