Prêmio da Música Brasileira homenageia Noel Rosa

Roberta Sá e Hamilton de Holanda foram os grandes premiados da noite, com dois troféus cada

Luisa Girão, iG Rio de Janeiro |

Agência Estado
Roberta Sá, melhor cantora no Prêmio da Música Brasileira
O samba deu o tom da festa do 22º Prêmio da Música Brasileira, nesta quarta-feira (06), no Theatro Municipal, no Centro do Rio. Isso porque o compositor Noel Rosa (1910-1937) foi o grande homenageado da noite. Grandes clássicos do sambista – como “Com que Roupa” e “Palpite Infeliz” – foram interpretados por artistas como Marisa Monte, Ivete Sangalo, Nana Caymmi e Paulinho da Viola.

Siga o iG Cultura no Twitter

Além disso, Jô Soares, Nathália Timberg e Aracy Balabanian leram um texto especial, em homenagem ao “Poeta da Vila”, e as apresentadoras do prêmio Deborah Bloch e Regina Casé contaram a sua trajetória durante a noite. “Ele foi o primeiro menino do Rio”, afirmou Regina Casé. Jô Soares completou: “Ele morreu com apenas 26 anos e marcou a música brasileira. Imagina o que ele teria feito se ainda estivesse vivo?”.

A cerimônia, que durou duas horas, teve algumas gafes. As apresentadoras Regina Casé e Deborah Bloch mostraram certo desconforto com o texto transmitido pelo teleprompter. Em uma ocasião, o mesmo texto foi repetido duas vezes. No entanto, as duas atrizes tentaram quebrar o gelo com piadas sobre o figurino – cada uma usou quatro vestidos diferentes.

A premiação

Essa edição do prêmio contemplou nomes populares da música brasileira como Zeca Pagodinho (melhor cantor samba), Lulu Santos (melhor cantor Pop Rock), Alcione (melhor cantora samba), Emílio Santiago (melhor cantor MPB) e Zezé di Camargo e Luciano (melhor dupla canção popular).

Os grandes vencedores da noite foram a cantora Roberta Sá, melhor cantora e melhor álbum de MPB, e Hamilton de Holanda, melhor álbum e melhor solista na categoria instrumental. Como é praxe no prêmio, nenhum premiado pode fazer discurso de agradecimento, já que no total foram 35 vencedores, em um total de 104 indicados.

Confira abaixo os vencedores do 22º Prêmio da Música Brasileira:

Categoria: Arranjador
Cristovão Bastos por “Tantas Marés” – Edu Lobo

Categoria: Canção
"Dolores e suas desilusões", de Monarco e Mauro Diniz - intérprete Zeca Pagodinho (CD "Vida da minha vida")

Categoria: Projeto visual
Paulo César Pinheiro, disco "Capoeira de Besouro" – Gringo Cardia

Categoria: Revelação
Luísa Maita

Categoria: Canção popular
Melhor disco - "Cine Tropical", de Criolina, produtores Evaldo Luna e Criolina
Melhor dupla - Zezé Di Camargo & Luciano (“Double Face”)
Melhor grupo - Roupa Nova ("Roupa Nova 30 anos ao vivo")
Melhor cantor - Reginaldo Rossi ("Cabaret do Rossi")
Melhor cantora - Sandra de Sá ("África Natividade")

Categoria: Instrumental
Melhor disco - "Gismontipascoal – a música de Egberto e Hermeto", de Hamilton de Holanda e André Mehmari, produtores Hamilton de Holanda e André Mehmari
Melhor solista - Hamilton de Holanda ("Esperança - ao vivo na Europa")
Melhor grupo - Trio de câmara brasileiro ("Saudades da Princesa")

Categoria: MPB
Melhor disco - "Quando o canto é reza", de Roberta Sá & Trio Madeira Brasil, produtores Pedro Luís, Marcello Gonçalves e Renato Alscher
Melhor grupo - Os cariocas ("Nossa alma canta")
Melhor cantor - Emílio Santiago ("Só danço samba")
Melhor cantora - Roberta Sá ("Quando o canto é reza")

Categoria: pop/rock/funk
Melhor disco - “Música de brinquedo", de Pato Fu, produtor John Ulhoa
Melhor grupo - Pedro Luís e a Parede ("Navilouca ao vivo")
Melhor cantor - Lulu Santos ("Lulu acústico MTV II")
Melhor cantora - Vanessa da Mata ("Bicicletas, bolos e outras alegrias")

Categoria: Regional
Melhor disco - "Capoeira de besouro", de Paulo César Pinheiro, produtor Luciana Rabello
Melhor dupla - Renato Teixeira e Sérgio Reis ("Amizade sincera")
Melhor grupo - Quinteto Violado ("Quinteto Violado canta Adoniran Barbosa e Jackson do Pandeiro")
Melhor cantor - Vitor Ramil ("Délibáb")
Melhor cantora - Elba Ramalho ("Marco Zero – ao vivo’)

Categoria: Samba
Melhor disco - "Pra gente fazer mais um samba", de Wilson das Neves, produtores Wilson das Neves, Zé Luiz Mais, João Rebouças e André Tandeta
Melhor grupo - Gafieira São Paulo ("Gafieira São Paulo")
Melhor cantor - Zeca Pagodinho ("Vida da minha vida")
Melhor cantora - Alcione ("Acesa – ao vivo em São Luís do Maranhão")

Categoria: Finalistas especiais
DVD - Arnaldo Antunes / "Ao vivo lá em casa", diretor Andrucha Waddington
Disco língua estrangeira - "Alma mia" / Leny Andrade, produtor Ruy Quaresma
Disco erudito - "Chopin the Nocturnes" / Nelson Freire
Disco infantil - "Quando eu crescer"/ Éramos Três, produtor Éramos três
Disco projeto especial - "Adoniran 100 anos" / Vários, produtor Thiago Marques Luiz
Disco eletrônico – “Calavera" / Guizado, produtor Guilherme ‘Guizado’ Menezes

    Leia tudo sobre: prêmio da música brasileiranoel rosa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG