Prêmio da Música Brasileira homenageia a sambista Dona Ivone Lara

Maria Bethânia levou três troféus em cerimônia realizada no Rio de Janeiro

Valmir Moratelli, iG Rio de Janeiro |

A 21ª edição do Prêmio da Música Brasileira, realizada na noite desta quarta-feira (11), no Theatro Municipal, no Centro do Rio, foi apresentada pela atriz Débora Bloch e teve Dona Ivone Lara como homenageada. Maria Bethânia saiu como a grande vencedora da noite – levando os prêmios nas categorias Melhor Canção (por "Feita na Bahia", de Roque Ferreira), Melhor Disco de MPB ( Encanteria ) e Melhor Cantora de MPB.

Hélio Motta
Dona Ivone Lara foi a grande homenageada do 21ª edição do Prêmio da Música Brasileira, no Rio de Janeiro

Sem o tradicional – e às vezes cansativo - discurso de agradecimento após receber o troféu – os premiados apenas subiram ao palco para receber os cumprimentos pela conquista e os aplausos do público, que lotou o Theatro. Foram, ao todo, 35 vencedores, em um total de 105 indicados, em categorias como MPB, música erudita, samba, canção popular, eletrônico, regional, língua estrangeira e projeto especial.

Merecida homenagem

A festa começou com a apresentação do grupo de percussão Letieres Leite e Orkestra Rumpilezz, que tocou algumas canções de Dona Ivone Lara. Mais tarde, a sambista falou com exclusividade à reportagem do iG sobre a noite mágica. "To muito feliz. Achei linda e gratificante a homenagem que fizeram para mim", disse ela, em uma cadeira de rodas.

José Maurício Machline, produtor da premiação, deu início oficialmente à cerimônia lembrando o músico Paulo Moura, que morreu de câncer em julho, no Rio, e falou da grande homenageada da noite. “Talentos como Dona Ivone Lara que nos motivam a promover este prêmio”, disse ele, bastante aplaudido para, em seguida, apresentar a própria, que cantou "Sorriso negro".

Premiados ecléticos

Esta edição do prêmio contemplou veteranos da música, como Paralamas do Sucesso, Erasmo Carlos, Cauby Peixoto, Caetano Veloso, Elba Ramalho. Mas, no voto popular, deixou a desejar, e recebeu estranheza do público. Na categoria melhor cantora, levou Daniela Mercury, desbancando a favorita Alcione. O melhor cantor da noite foi Tantinho, ligado ao mundo do samba carioca, deixando para trás nomes de força nacional como o de Zeca Pagodinho e o de Caetano Veloso.

A apresentação teve direção musical do maestro Rildo Hora, além de contar com números musicais de canções de autoria de Dona Ivone Lara interpretadas por Caetano Veloso ("Acreditar"), Roberta Sá ("Cansei de esperar você") e Lenine ("Alguém me avisou"), entre outros. No final, todos retornaram ao palco para cantar "Sonho meu" ao lado da grande dama do samba, que agradeceu várias vezes: “Muito obrigada, minha gente, muito obrigada”. O público respondeu com aplausos demorados.

* Com colaboração de Luisa Girão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG