Polícia ameaça acusar Ronnie Wood de agressão

Oficiais alertam guitarrista dos Rolling Stones sobre novo problema com a namorada

EFE |

A Polícia britânica avisou a Ronnie Wood, guitarrista dos Rolling Stones, que se voltar a bater em alguma namorada, como fez com sua ex, a russa Ekaterina Ivanova, o músico será formalmente acusado de agressão.

O roqueiro, de 62 anos, foi detido no último dia 2, depois que a Polícia recebeu uma denúncia de que ele havia agredido Ivanova, de 20 anos, em uma rua da localidade de Claygate, no condado de Surrey (sul da Inglaterra).

Solto após o pagamento de uma fiança, Wood esteve hoje na Polícia. No encontro com as autoridades, ele aceitou a advertência, um recurso utilizado para não sobrecarregar o sistema judiciário britânico.

Em nota divulgada por seu empresário, Wood declarou: "Sinto um grande alívio por ter resolvido este assunto e olho para 2010 de maneira muito positiva".

Desde a agressão de 2 de dezembro, a mais recente de uma longa lista de brigas e desentendimentos, o guitarrista e Ivanova não foram vistos mais juntos.

Em setembro, a Polícia já tinha ido à casa do músico britânico por causa de uma violenta briga entre Wood e sua então namorada, que aparentemente ameaçou se suicidar.

A Scotland Yard confirmou que agentes chegaram a ir a casa de Wood nesse dia depois que um vizinho ligou para a Polícia.

"Os agentes se apresentaram. Não houve delito, portanto ninguém foi detido e a Polícia não tomou mais medidas", disse na época uma porta-voz da Scotland Yard, que não apresentou mais detalhes do caso.

    Leia tudo sobre: rolling stonesron wood

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG