Pirotecnia e peso marcam show do Rammstein em São Paulo

Banda alemã abusou dos fogos de artifício no primeiro dos dois shows na capital paulista

Augusto Gomes, iG São Paulo |

Jorge Rosenberg, especial para o iG
Rammstein em São Paulo
Fogo e peso. Se o show do Rammstein, banda alemã que se apresentou nesta terça-feira em São Paulo, pudesse ser resumido em duas palavras, seriam essas: fogo e peso. Mesmo tocando num local fechado, o grupo fez um show digno de um estádio, tanto pelo volume do som quanto pela pirotecnia. Pirotecnia essa que quase foi extravagante demais para o tamanho do Via Funchal, local da performance: os fogos que explodiram logo após a terceira música, "Waidmanns Heil", produziram tanta fumaça que foi difícil respirar nas proximidades do palco.

Veja imagens da apresentação do Rammstein no Fotoshow .

O show começou com cerca de vinte minutos de atraso, quando uma grande parte do público ainda estava do lado de fora do Via Funchal - a fila para entrar estava próxima de dar uma volta completa no quarteirão. Depois da queda de duas cortinas (a primeira preta, a segunda uma gigantesca bandeira alemã), o vocalista Till Lindemann apareceu com um avental de açougueiro vermelho e uma estranha lâmpada na boca, que deixava seus dentes iluminados mesmo enquanto ele cantava. A primeira música foi "Rammlied".

Jorge Rosenberg, especial para o iG
O vocalista Till Lindemann
Desde o início, foi possível perceber que o Rammstein aprendeu as lições de Alice Cooper e Kiss (a primeira passagem do grupo pelo Brasil, por sinal, foi abrindo os shows do Kiss, em 1999): rock, além de música, também é espetáculo. Os figurinos, as expressões faciais, a movimentação pelo palco, a infinidade de efeitos, tudo isso é tão importante no show do Rammstein quanto a música.

Além dos fogos de "Waidmanns Heil", outros destaques foram os três lança-chamas usados durante a música "Feuer Frei" e o momento em que o tecladista Christian Lorenz subiu em um bote que literalmente navegou por cima dos braços do público em "Haifisch". No quesito puramente musical, "Feuer Frei" e "Du Hast" foram dois dos pontos altos. A plateia, aliás, deu um show à parte, cantando - em alemão - a maioria das 18 músicas da noite.

O Rammstein volta a se apresentar no Via Funchal nesta quarta-feira. Esse show extra foi marcado depois que os seis mil ingressos colocados à venda para a primeira apresentação se esgotaram. Até a noite de ontem, ainda havia tíquetes. Os preços são R$ 200 (pista), R$ 220 (mezanino) e R$ 300 (camarote) e o horário previsto é 22h. A dica para quem for ao show de hoje é chegar cedo: as filas devem ser grandes e o grupo não costuma atrasar.

Veja abaixo o repertório do show desta terça:

"Rammlied"
"B********"
"Waidmanns Heil"
"Keine Lust"
"Weisses Fleisch"
"Feuer Frei"
"Wiener Blut"
"Frühling in Paris"
"Mein Teil"
"Du Riechst So Gut"
"Benzin"
"Links 2 3 4"
"Du Hast"
"Pussy"
"Sonne"
"Haifisch"
"Ich Will"
"Te Quiero Puta"

    Leia tudo sobre: Rammstein

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG