Perda, solidão e saudade dominam segundo disco do Vanguart

Banda apresenta "Boa Parte de Mim Vai Embora" ao vivo no estúdio iG, nesta quarta-feira

Augusto Gomes, iG São Paulo |

"Fui sozinho o meu caminho / Quem ia cuidar de mim melhor que eu?". Este trecho da letra da faixa "O que a Gente Podia Ser" é uma boa amostra da atmofera de "Boa Parte de Mim Vai Embora", segundo disco da banda mato-grossense Vanguart. Sentimentos como perda, solidão e saudade dominam as 13 canções. Reflexo das desilusões amorosas de Helio Flanders e Reginaldo Lincoln, os dois principais compositores do grupo.

Músicas do álbum estarão presentes na apresentação ao vivo que a banda fará às 16h desta quarta-feira (dia 24 de agosto) no Canja, no estúdio iG . Acompanhe aqui

Divulgação
Os integrantes do Vanguart: disco foi gravado ao vivo em estúdio em Cuiabá
"Tanto eu quanto o Reginaldo terminamos nossos casamentos na mesma época", conta Helio, vocalista do grupo. O disco é um retrato deste momento, já que a grande maioria das canções foi composta nesta fase. A gravação aconteceu em apenas três dias, num estúdio em Cuiabá. "Moramos em São Paulo desde 2007, mas decidimos fazer o disco lá, no mesmo lugar em que gravamos nosso primeiro álbum", diz.

Siga o iG Cultura no Twitter

A sonoridade é uma continuação do folk rock do disco de estreia do grupo, "Vanguart". Só que, dessa vez, todas as músicas são em português. "Chegamos a gravar algumas canções em inglês, mas sem pensar em colocá-las no disco", explica Helio. "Foi mais ou menos assim: já que temos essas músicas, por que não gravar e ver no que dá? Mas elas não se encaixavam neste álbum. Provavelmente vamos usá-las em outro projeto, no futuro".

Divulgação
Capa do disco: "homenagem às mulheres"
Mais do que uma volta às raízes, gravar em Cuiabá foi uma forma de se focar no trabalho. "Sem as distrações de São Paulo, ficávamos no estúdio o dia inteiro", conta. "Gravamos quase tudo ao vivo, com todo mundo junto. Tanto que há várias imperfeições nas músicas, mas isso não tem importância", explica. Os vocais, por exemplo, Hélio fez enquanto tocava violão. "Aprendi com um amigo, o Neil Young", ri.

O show de lançamento aconteceu no último sábado, no Sesc Vila Mariana, em São Paulo. Nesta quarta (23), a banda mostra as novas canções no Canja , programa transmitido ao vivo do estúdio iG . A partir das 16h, o Vanguart vai tocar durante uma hora e também responderá a perguntas dos internautas. Posteriormente, os melhores momentos do programa estarão disponíveis na TV iG .

Além dos cinco integrantes do Vanguart – além de Hélio (vocal) e Reginaldo (baixo e vocal), a banda tem David Dafré (guitarra), Douglas Godoy (bateria) e Luiz Lazzaroto (teclado) –, a performance terá a presença de Fernanda Kostchak no violino. Ela acompanha o grupo desde o início do ano passado, quando tocou com eles num show especial em homenagem a Bob Dylan.

Fernanda é uma das quatro mulheres que aparece na capa de "Boa Parte de Mim Vai Embora" – a veterana cantora Cida Moreira, que já fez participações em shows do Vanguart, é outra. "É uma homenagem às mulheres que nos fizeram", explica Helio. "Os homens foram embora e elas ficaram cuidando da casa".

    Leia tudo sobre: vanguarthélio flanderscanja

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG