Paul McCartney confirma status de divindade do rock em São Paulo

Músico toca clássicos de sua carreira solo e dos Beatles em show de três horas no Morumbi

Augusto Gomes, iG São Paulo |

Se o rock tiver algo parecido com um Olimpo, Paul McCartney tem lugar garantido lá. O ex-beatle, afinal, é um deus da música pop. E, se alguém por acaso tinha alguma dúvida sobre seu status de divindade, perdeu durante o show deste domingo no Estádio do Morumbi, em São Paulo. Diante de um público de mais de 60 mil pessoas, McCartney tocou clássicos de sua carreira solo e dos Beatles por quase três horas.

A apresentação seguiu o roteiro das demais performances da "Up and Coming Tour", que começou em maio e já passou pelo Brasil no início do mês, em Porto Alegre. Pouco depois das 21h30, ele subiu ao palco e iniciou o show com "Venus and Mars", "Rock Show" e "Jet". Logo em seguida veio a primeira das muitas músicas dos Beatles da noite, "All My Loving", em ótima versão. Uma empolgante "Drive My Car" foi tocada pouco depois.

Entre uma música e outras, McCartney falou diversas frases em português - sua favorita foi "e aí galera". As grandes canções foram seguindo: "The Long and Winding Road", primeira em que ele sentou-se ao piano; "My Love", dedicada (em português) aos namorados e senha para vários casais dançarem de rosto colado na pista; "Blackbird", em versão voz e violão; e uma épica "Something", dedicada a George Harrison.

A partir de “Ob-La-Di Ob-La-Da”, a apresentação foi composta só de clássicos. O cantor não deu folga ao público: ora colocou todos para dançar ("Paperback Writer", "Back in the USSR"), ora fez com que todos cantassem junto com ele ("Let It Be", "Hey Jude"), ora abusou da pirotecnia (os fogos de artifício de "Live and Let Die"). O público paulista também deu seu show: durante "A Day in the Life", levantou bexigas brancas, que foram soltas em "Give Peace a Chance".

Nos dois bis (que veio normalmente, mesmo após um tombo feio enquanto o músico corria para deixar o palco), ele repetiu o que havia feito em Porto Alegre: “Daytripper”, “Lady Madonna” e “Get Back” no primeiro, e “Yesterday”, “Helter Skelter” e “Sgt Peppers Lonely Hearts Club Band” / “The End” no segundo. No que dependesse da vontade da plateia, McCartney ainda teria que voltar uma terceira vez. Nesta segunda-feira (22), haverá um segundo show em São Paulo, também no Morumbi. Os ingressos estão esgotados.

Veja abaixo o repertório do show deste domingo em São Paulo:

“Venus and Mars” / “Rock Show”
“Jet”
“All My Loving”
“Letting Go”
“Drive My Car”
“Highway”
“Let Me Roll It”
“The Long and Winding Road”
“Nineteen Hundred and Eighty-Five”
“Let 'Em In”
“My Love”
“I've Just Seen a Face”
“And I Love Her”
“Blackbird”
“Here Today”
“Dance Tonight”
“Mrs Vandelbilt”
“Eleanor Rigby”
“Something”
“Sing the Changes”
“Band on the Run”
“Ob-La-Di Ob-La-Da”
“Back in the USSR”
“I've Got a Feeling”
“Paperback Writer”
“A Day in the Life” / “Give Peace a Chance”
“Let It Be”
“Live and Let Die”
“Hey Jude”

Bis
“Daytripper”
“Lady Madonna”
“Get Back”

Bis 2
“Yesterday”
“Helter Skelter”
“Sgt Peppers Lonely Hearts Club Band” / “The End”

    Leia tudo sobre: Paul McCartney

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG