Paul diz que Beatles falaram sobre uma reunião

Apesar das altas ofertas, banda teve receio de arruinar sua reputação

Redação iG Música |

O músico Paul McCartney admitiu ao Entertainment Tonight Online que ele e os demais Beatles conversaram bastante sobre uma reunião do grupo após a separação de 1970.

De acordo com o baixista, essas conversas ocorreram por conta das ofertas absurdas que eles recebiam constantemente de promotores de shows. E apesar de levar a sério as propostas, o grupo relutou em organizar um possível retorno e com isso arruinar a reputação do Fab Four.

"Nós conversamos bastante e sempre dissemos que se houvesse uma reunião ela teria poucas chances de ser fantástica, enquanto a carreira dos Beatles foi fantástica. Nós fomos de A até Z e foi uma incrível jornada. Se depois nós fossemos para um 'Z plus' e o resultado não fosse muito bom, nós teríamos arruinado tudo", explicou.

"Mesmo com ofertas altíssimas e pessoas dizendo 'eu vou te pagar isso pra vocês tocarem!', nós conversamos e dissemos 'não'. Algo não estava certo naquilo", completou.

    Leia tudo sobre: beatlespaul mccartney

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG