Ocupação Chico Science chega ao fim com shows

Mundo Livre S/A, Instituto e Karina Buhr tocam no Itaú Cultural

Augusto Gomes, iG São Paulo |

Após dois meses em cartaz, a mostra "Ocupação Chico Science" chega ao fim neste final de semana. Para marcar o encerramento da exposição, que lembra a vida e a obra do criador do Mangue Beat, falecido em 1997, uma série de shows vai acontecer no Itaú Cultural, em São Paulo. Uma das atrações é a banda Mundo Livre S/A, principal expoente daquela cena musical que movimento o Brasil nos anos 90, ao lado da Nação Zumbi de Chico. O grupo se apresenta na sexta (02/04) e no sábado (03/04), com entrada gratuita.

A programação começa nesta quinta-feira (01/04), com um show do Instituto, coletivo musical comandado pelo produtor Rica Amabis, Tejo Damasceno e Daniel Ganja Man. Quem fecha a série de shows, no domingo (04/04), é a cantora pernambucana Karina Buhr, que acaba de lançar seu primeiro disco, Eu Menti Pra Você. A apresentação terá participação especial do guitarrista Edgard Scandurra. Essas duas apresentações, assim como as do Mundo Livre S/A, começam às 20h e serão transmitidos ao vivo pelo site do Itaú Cultural.

Além da música de Chico Science, a Ocupação reune cartazes, capas de discos, fotos, filmes, roupas e toda série de ícones manguebeatianos. Até uma réplica do Landau que era marca registrada do músico está presente. É a primeira vez que uma Ocupação é dedicada a um músico. Em edições anteriores, no ano passado, artistas como o diretor teatral José Celso Martinez Correa e o poeta Paulo Leminski foram tema de mostras.

Entre os diversos objetos pessoais de Chico expostos, estão os cadernos em que ele escrevia suas canções. Neles, é possível ver como ele pensava pra estruturar um arranjo, por exemplo. Dá para ver como ele montava a coisa na cabeça, explica Edson Natale, gerente do Núcleo de Música do Itaú Cultural. Outro destaque é a reprodução do Manifesto Mangue, assinado por Science em parceria com Fred Zero Quatro, do Mundo Livre S/A, e Renato L, atual secretário municipal da Cultura de Recife.

O percurso pela mostra é feito sobre um circuito eletrônico, como se fossem placas de computador. No centro do espaço, estão os objetos pessoais do cantor. Para vê-los, é preciso atravessar uma cortina que simula uma peruca de maracatu. O público pode interagir com as obras em diversos momentos. Por exemplo, criando poesias a partir de palavras icônicas da obra de Chico Science numa área repleta de ímãs de geladeira, ou então tirando fotos com reproduções de seus famosos óculos e chapéus.

Serviço

Ocupação Chico Science
Itaú Cultural (Avenida Paulista, 149, Bela Vista)
Até 4 de abril
De terça a sexta, das 9h às 20h
Sábados, domingos e feriados, das 11h às 20h
Shows:
Instituto (01/04), às 20h
Mundo Livre S/A (02/04 e 03/04), às 20h
Karina Buhr (04/04), às 20h
Entrada franca

    Leia tudo sobre: chico sciencekarina buhrmundo livre sa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG