Novo dos Mutantes será lançado no País em maio

Haih... Or Amortecedor sai no exterior ano passado

Agência Estado |

Na Europa e na América do Norte, desde que voltaram a se apresentar ao vivo, Os Mutantes são um sucesso inconteste. A prova são as casas lotadas e as ótimas resenhas que receberam da crítica especializada, inclusive uma publicada na capa do New York Times.

No Brasil, o interesse pela banda é incipiente, bem diferente do que esbanjou, no auge do sucesso, na década de 60. A partir de maio, o grupo terá a chance de mostrar aos brasileiros se o retorno é realmente pra valer ou se é apenas um revival vazio.

É que eles trazem para o País, seis meses depois de terem lançado no exterior, o álbum Haih... Or Amortecedor , pela gravadora Coqueiro Verde, após 35 anos sem compor nada inédito. Na versão brasileira do álbum, quatro músicas serão substituídas por outras inéditas, uma delas, inclusive, com a participação de Erasmo Carlos.

A faixa "Singing The Blue" foi composta por Erasmo em parceria com a nova vocalista, Bia Mendes. A canção é uma interessante oportunidade de ver um dos ídolos da Jovem Guarda interagindo com Sérgio Dias, um dos ídolos da Tropicália.

Do trio histórico que foi Os Mutantes, com Sérgio Dias, Rita Lee e Arnaldo Baptista, apenas Sérgio permanece. A nova formação, no entanto, conta com o baterista Dinho Leme, que entrou na banda em 1971. De resto, são todos integrantes novos: Bia Mendes (vocal), Vinicius Junqueira (baixo), Vitor Trida (cordas, sopros e vocal), Fábio Recco (violão e vocal) e Henrique Peters (teclado e vocal).

Rita Lee, em 2007, chegou a ser convidada a voltar. Mas não aceitou e criticou o retorno da banda dizendo que não queria se associar a um "bando de velhos tentando juntar dinheiro para seu tratamento geriátrico".

Ao apresentar a banda, em matéria publicada em 2007, o New York Times comparou a importância do grupo para São Paulo à do Grateful Dead para São Francisco, o Velvet Underground para Nova York e o Nirvana para Seattle. Na época, havia uma certa euforia ao redor dos Mutantes, porque eles tinham acabado de voltar à ativa, desta vez com Zélia Duncan no lugar de Rita Lee.

Em seguida, a banda se apresentou no Brasil, num show para 60 mil pessoas no Parque da Independência, dentro das festividades do aniversário de São Paulo.

    Leia tudo sobre: os mutantes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG