Nova-iorquinos homenageiam Lennon em 31º aniversário de morte

Fãs depositaram flores e cantaram músicas do ex-beatle no Central Park

EFE |

AFP
Mosaico diz "Imagine" no Strawberry Fields, esquina do Central Park, em Nova York
Dezenas de nova-iorquinos e turistas foram nesta quinta-feira ao Central Park, no coração de Nova York, para prestar homenagem a John Lennon no dia em que se completam 31 anos desde que um fã perturbado tirou a vida do ex-beatle.

Lennon foi assassinado em frente ao edifício Dakota, onde morava com Yoko Ono e a apenas alguns passos do Central Park.

"Strawberry Fields", essa área do pulmão de Nova York onde há um mosaico com a palavra "Imagine", título da lendária canção composta por Lennon, voltou a ficar cheia de flores e de fãs que entoaram músicas para lembrar o artista de Liverpool.

Yoko Ono, por sua vez, usou o Twitter para convidar os admiradores do ex-beatle a deixarem mensagens e homenagens no site ImaginePeace.com , por onde já passaram cerca de 1 mil pessoas.

Veja o especial de 70 anos de John Lennon

Coincidindo com o 31º aniversário do assassinato de Lennon, a revista "Time" publicou nesta quinta-feira em seu site oito fotografias até agora inéditas de um de seus famosos protestos pacíficos "bed-ins" ("na cama"), protagonizado pelo artista em um hotel de Montreal (Canadá) em 1969.

Lennon morreu em 8 de dezembro de 1980 após levar cinco tiros de um perturbado fã em frente à sua residência, no bairro de Upper West Side.

O assassino confesso, Mark David Chapman, cumpre desde 1981 uma condenação na prisão de segurança máxima de Attica, em Nova York, após várias tentativas frustradas de obter liberdade condicional.

    Leia tudo sobre: John LennonBeatles

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG