Nova versão do cartão de Roberto Carlos quer atrair os homens

Público masculino não se sentia confortável em usar cartão com foto do cantor, diz Credicard

Augusto Gomes, enviado especial a Jerusalém |

A Credicard vai lançar uma nova versão do cartão de crédito de Roberto Carlos até o final do ano. A diferença em relação à atual é que ela não traz uma imagem do cantor. O lançamento é uma forma de atrair o público masculino. Pesquisas feitas pela empresa revelaram que muitos homens tinham interesse no cartão "Emoções", mas se sentiam desconfortáveis em levar na carteira um produto com a foto de Roberto.

Siga o iG Cultura no Twitter

O cartão de Roberto Carlos foi lançado em abril e, até o momento, vem atraindo principalmente o público feminino. "Já temos 100 mil cartões e o compromisso de atingir 250 mil no primeiro ano", diz Cintia Yamamoto, superintendente de marketing da Citi Brasil. O contrato tem a duração de dez anos. "Queremos chegar a um milhão de amigos nos próximos cinco anos", afirma Cintia, referindo-se à música "Eu Quero Apenas".

Convencer o Rei a ter um cartão de crédito com seu nome levou tempo. Segundo seu empresário, Dody Sirena, já nos anos 1990 um banco fez uma proposta neste sentido. "Naquela época, o Roberto estava na sua fase mais religiosa", lembra Sirena. "Então, quando falei da proposta, ele disse: 'Não posso aceitar. Imagine se alguém usa o meu cartão para pagar o motel que levou a amante?'"

Na próxima quarta-feira, Roberto Carlos vai se apresentar em Jerusalém . O show acontecerá no Brechat Hasultan (em português, Piscina do Sultão), um anfiteatro colado à muralha da Cidade Velha. Mais de cinco mil ingressos foram colocados à venda. Desses, 1,5 mil são destinados a brasileiros que vâo a Israel especialmente para a apresentação.

O show também vai virar um especial da TV Globo, a ser exibido no dia 10 de setembro, logo após a novela "Fina Estampa". No final do ano, devem chegar às lojas CD e DVD com o conteúdo da apresentação. E, num futuro um pouco mais distante, a performance de Roberto Carlos também poderá ser vista em 3D.

"Daqui a dois anos, as televisões 3D já serão uma realidade. Por isso, o show também será filmado nesse formato, para termos um produto no futuro", diz Dody Sirena. Antes disso, o Rei em três dimensões poderá ser visto nos cinemas. Mas as sessões não serão abertas ao público. "Queremos exibir até o fim do ano, mas só em eventos para convidados", afirma.

* O repórter viajou a convite da organização do show

    Leia tudo sobre: roberto carlos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG