Nelly Furtado muda sem perder essência em CD

O álbum Mi Plan é o quarto na carreira e representa sua terceira mudança de rumo

Jon Pareles, The New York Times |

Será que o pop deu início a um programa de intercâmbio cultural sem avisar? O próximo álbum de Shakira, She Wolf , trás letras em inglês, batidas eletrônicas e efeito robótico do Auto-Tune. Por uma misteriosa coincidência ¿ ou talvez para manter certo equilíbrio cósmico do pop ¿ a cantora e compositora luso-canadense Nelly Furtado decidiu lançar um daqueles álbuns pop em espanhol que tocam refrões nos quatro cantos do globo que não saem de nossas cabeças.

O álbum Mi Plan é o quarto na carreira da intérprete e representa sua terceira mudança de rumo: ela já passou pelo estilo electro-R&B em Loose (2006), declarou sua diáspora portuguesa em Folklore (2003) e experimentou a fusão do pop com batidas do hip-hop em seu álbum de estreia - Whoa, Nelly! (2000). As únicas constantes nesta carreira descompromissada e imprevisível são sua voz levemente anasalada de eterna menina, sua facilidade em fazer parcerias e seus refrões açucarados.

A mudança de idiomas não alterou sua habilidade em fazer música pop. Mi Plan é um conjunto de canções de amor recíproco, ou não: Being happy is my only plan(Ser feliz é meu único plano), canta ela no novo álbum, que faz malabarismos com o jazz latino e arpejes de sintetizador, trazendo vocais como o de Alex Cuba - compositor cubano-canadense que colaborou com Furtado na maioria das canções. Na faixa Manos al Aire, sobre acordes variáveis de guitarras acústicas, ela tenta desarmar um ataque temperamental do amado; no electro-pop Suficiente Tempo, uma mãe e dona-de-casa exaurida insiste em dizer: Se a gente tivesse mais tempo, eu te amaria constantemente.

Para Furtado e seus colaboradores, este álbum representou uma oportunidade para experimentar versões pop de estilos regionais e trabalhar com alguns dos principais nomes do pop latino. Bajo Outra Luz, com letra da mexicana-americana Julieta Venegas, que também interpreta a canção acompanhada do rapper espanhol La Mala Rodriguez, traz uma fusão de reggaeton e os ritmos do cumbia; enquanto a faixa Vacacion, com Venegas no acordeom, se aproxima mais do cumbia puro. Escrita e interpretada em parceria com o super-astro dominicano Juan Luis Guerra, a faixa Lluvia tem a cadência do pop-bachata dominicano, enquanto Fuerte é quase um tecno-flamenco - com o vocal marcante da convidada afro-espanhola Concha Buika.

Porém, a sensibilidade própria de Furtado nunca é ofuscada. A música faz uso de diversos recursos tecnológicos disponíveis: batidas programadas carregam a maioria dos arranjos, ao mesmo tempo em que Furtado empresta sua voz em overdub para um grupo de backing vocal feminino. Apesar de alegres, amistosas e generalizadas, as canções tocam nossos corações, nos convidando para cantar juntos com Furtado em seu mais novo idioma.

    Leia tudo sobre: nelly furtadonytshakira

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG