Não há tempo ruim para Paul McCartney

Ex-beatle fez público esquecer da chuva no segundo show no Morumbi, em São Paulo, com sucessos e novidades no repertório

Marco Tomazzoni, iG São Paulo |

"Chove chuva". Foi assim, irônico e citando Jorge Ben, que Paul McCartney abriu seu segundo show em São Paulo, no Estádio Morumbi, nesta segunda-feira. As nuvens, na verdade, pareciam ter dado uma trégua, depois da tarde de aguaceiro intenso na capital paulista e início de noite com garoa insistente. O desacerto com a metereologia cancelou a passagem de som da banda e, talvez por isso, a bateria de Abe Laboriel Jr. parecia mais alta do que de costume. Sem problema: ficou ainda mais fácil para McCartney provar que com ele não há tempo ruim. Aos poucos, o beatle fez o público esquecer as roupas molhadas e, com novas músicas no repertório, promoveu o arrebatamento de sempre.

A abertura já trouxe novidades. No lugar da dobradinha “Venus and Mars” / “Rock Show”, Paul preferiu a psicodélica "Magical Mystery Tour", como havia feito na Argentina. O público no gramado premium ainda deixava a desejar nas laterais do palco, vazias, e a chuva voltou a cair, por isso o show demorou a engrenar. Aos poucos, mulheres com roupa de gala começaram a aparecer, descendo dos camarotes privados, os céus firmaram de vez e McCartney desandou a falar português – "Tudo bem in the rain?", "Obrigado, paulistas", "Tudo legal, galera?" e, a favorita de todos, "É ótimo estar de volta ao Brasil, terra de música linda".

Além de "Magical Mystery Tour", outras quatro canções fugiram do repertório tradicional dos shows da turnê: "Got To Get You Into My Life", rock clássico; "I'm Looking Through You", bem dançante, com Paul ao violão; "Two of Us", excelente, um dos destaques da noite; e a balada "Bluebird", do Wings, numa bela versão, com os teclados de Wix Wickens substituindo o saxofone.

A homenagem de fãs com balões brancos no domingo foi trocada por bexigas vermelhas na execução de "The Long and Winding Road". Algumas centenas na frente do palco e na plateia normal foram erguidas ao longo da música. A banda inteira percebeu. No final, Paul agradeceu muito e fez um coração com os braços.

As mais queridas do público continuaram sendo "Blackbird", "Here Today" (homemagem a John Lennon), Something" (a George) e duas músicas perfeitas para serem tocadas em estádio – “Mrs Vandelbilt” e “Sing the Changes”, do The Fireman. A relação de McCartney com as arquibancadas era tão íntima que só uma batida na guitarra e o coro de "ô, São Paulo" rendeu vários minutos de parceria improvisada.

Marcela Tavares
Paul McCartney atende fãs no palco do Morumbi
Rumo ao bis, depois de "Give Peace a Chance", o desabafo: "Os políticos não estão ouvindo as pessoas, as pessoas não ouvem os políticos", disse Paul. De ótimo humor, ele ainda chamou ao palco, por ser o "fim da turnê brasileira", quatro meninas que pediram um autógrafo no braço. Na sequência, iriam tatuá-lo. O encontro foi meio confuso, em especial porque uma das garotas já havia subido ao palco em Porto Alegre e tatuado a assinatura. No fim das contas, aparentemente ninguém – a não ser a gaúcha – saiu do palco com o que desejava.

A parte final do espetáculo, irrepreensível, repleta de Beatles, deixou claro como Paul consegue transformar uma plateia desencorajada pela chuva no fã mais fervoroso. A resposta era ruidosa, de fazer os vizinhos do estádio abrirem a janela para ver o que estava acontecendo. Lindo, portanto, como poucas vezes o rock 'n' roll pode ser. "Até a próxima, Brasil", McCartney disse no microfone. Há quem diga que já seja em 2011, no Rio de Janeiro. Tomara.

Veja abaixo o setlist de segunda-feira, com as novidades assinaladas na lateral:

"Magical Mystery Tour" (*)
"Jet"
"All My Loving"
"Letting Go"
"Go To Get You Into My Life" (*)
"Highway"
"Let Me Roll It"
"The Long and Winding Road"
“Nineteen Hundred and Eighty-Five”
“Let 'Em In”
“My Love”
"I'm Looking Through You" (*)
"Two of Us" (*)
“Blackbird”
“Here Today”
"Bluebird" (*)
“Dance Tonight”
“Mrs Vandelbilt”
“Eleanor Rigby”
“Something”
“Sing the Changes”
“Band on the Run”
“Ob-La-Di Ob-La-Da”
“Back in the USSR”
“I've Got a Feeling”
“Paperback Writer”
“A Day in the Life” / “Give Peace a Chance”
“Let It Be”
“Live and Let Die”
“Hey Jude”

Bis
“Daytripper”
“Lady Madonna”
“Get Back”

“Yesterday”
“Helter Skelter”
“Sgt Peppers Lonely Hearts Club Band” / “The End”

    Leia tudo sobre: Paul McCartney

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG