Motomix reúne ótimas bandas tocando de graça em SP; veja vídeos

Carlos Augusto Gomes |

Ótimas bandas, som alto e cristalino e pontualidade britânica. E, como se não bastasse, tudo de graça. Esse é um bom resumo do festival Motomix 2008, realizado neste sábado (28) no Parque Ibirapuera, em São Paulo. O evento reuniu as bandas Metric, The Go! Team e Fujiya & Miyagi, e mais as brasileiras Venus Volts, Stop Play Moon e Nancy. Segundo a organização do evento, o público foi de seis mil pessoas.

Assista a trechos dos shows de Metric, The Go! Team e Fujiya & Miyagi no Motomix .

Foi o terceiro modelo de festival diferente em três anos. Em 2006, o Motomix apostou num evento de grande porte, com o Franz Ferdinand como atração principal. No ano passado, foram escolhidas atrações de menor apelo de público, que se apresentaram em diversos locais de São Paulo durante uma semana. Para 2008, shows gratuitos foram a (acertada) aposta.

A tarefa de fechar o festival ficou com a banda canadense Metric. Se, em seus discos, o quarteto costuma ser comparado aos também canadenses Arcade Fire e Wolf Parade, no palco a influência mais marcante é mesmo o Blondie. Tanto pelo som do grupo - um pop bem dançante com ocasionais guitarras mais altas - quanto pela presença da vocalista Emily Haines, quase uma nova versão de Debbie Harry.

Loira e dona de um belo par de pernas (bem à mostra, já que ela usava um curtíssimo macacão de vinil), Emily já conquistou o público antes mesmo de começar a cantar. Para abrir a apresentação, foi escolhido um dos principais sucessos da banda, "Dead Disco". Além dessa, as outras músicas que mais empolgaram o público foram "Combat Baby" e "Monster Hospital", essa última já no bis.

O grupo também aproveitou o show para mostrar algumas faixas de seu novo disco, que está sendo gravado. Foi o caso de "Stadium Love", escolhida para abrir o bis. Em entrevista realizada antes do show, o guitarrista James Shaw disse que o álbum ainda não tem previsão de lançamento. "Mas vai sair logo", garantiu.

Antes do Metric, subiram ao palco as bandas inglesas Fujiya & Miyagi e The Go! Team. A primeira começou a tocar quando o dia ainda estava claro e as pessoas ainda estavam chegando ao Ibirapuera. Por isso mesmo, a performance começou meio morna, mas foi ganhando peso da metade para o final do show.

Uma boa explicação para a melhora foi a presença do baterista Lee Adams, que assumiu as baquetas na metade do show (antes, o ritmo ficou a cargo de uma bateria eletrônica). Ele deu mais força ao som do grupo, uma espécie de recriação do krautrock, som feito na Alemanha nos anos 70 por bandas como Neu!, Harmonia e Kraftwerk.

O repertório misturou faixas do disco Transparent Things , de 2006, (como as ótimas "Ankle Injuries" e "Collarbone") com músicas do ainda inédito Lightbulbs , com lançamento marcado para agosto deste ano ("Knickerbocker Glory", "Uh", "Pickpocket" e "Sore Thumb"). Pelo que foi mostrado no palco, será um álbum tão bom quanto o anterior.

A atração mais aguardada da noite, The Go! Team, tocou entre Fujiya & Miyagi e Metric. Logo na primeira música, "The Power Is On", deu para perceber que seria uma apresentação tão caótica quanto os discos da banda. Durante uma hora, o público viu os integrantes trocaram de instrumentos a todo momento (houve até um banjo, a certo momento da noite) e ouviu as mais variadas referências no som.

A apresentação funcionou melhor quando as influências de rap e hip foram mais fortes. Caso, por exemplo, de "The Power Is On", "Ladyflash" e as duas últimas, "Doing It Right" e "Keys to the City". Já quando o grupo apostou em rocks e baladas (especialmente nos irritantes solos de gaita de líder da banda, Ian Parton), a temperatura esfriou.

Mas, mesmo nesses momentos, a vocalista Ninja (pseudônimo da cantora Nkechi Ka Egenamba) consegue segurar a atenção do público. Se, nos discos, a alma do Go! Team é Ian Parton, no palco quem manda é ela, cantando, dançando e conversando com o público o tempo todo.

Leia mais sobre o Motomix 2008 .

    Leia tudo sobre: motomix

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG