Michael Jackson se despede sem pompas de astro

Astro será enterrado na quinta-feira em um funeral reservado à família e amigos

AFP |

Michael Jackson será enterrado na quinta-feira em um funeral reservado à família e amigos mais íntimos no cemitério de Forest Lawn de Glendale, no subúrbio de Los Angeles, em uma cerimônia discreta em comparação com a cobertura intensiva da mídia que o tornou uma celebridade mundial.

Jackson receberá o último adeus às 19h locais (23h de Brasília) no Grande Mausoléu do Forest Lawn Memorial Park, em Glendale, nove semanas depois que o rei do pop morreu de parada cardíaca considerada pelas autoridades forenses de Los Angeles um homicídio causado por uma forte intoxicação por propofol e outros cinco medicamentos.

"A cerimônia será limitada à família e amigos próximos", insistem no comunicado os porta-vozes da família Jackson.

Um dos irmãos de Michael, Marlon, revelou à imprensa britânica que a cerimônia terá 45 minutos e que o réquiem estará a cargo da cantora de soul Aretha Franklin. Diana Ross, grande amiga de Michael, confirmou sua presença.

O criador do "moonwalk" será velado numa cerimônia que contrasta totalmente com a homenagem fúnebre pública e repleta de estrelas que foi realizada em 7 de julho, sob o olhar de milhões de espectadores no mundo todo. As várias entradas de Forest Lawn serão fechadas na quinta-feira, visando manter os fãs longe do ato, segundo a polícia.

Neste cemitério neo-clássico de muros altos e inspirado no famoso Campo Santo de Gênova, a urna banhada a ouro será colocada numa seção privada do mausoléu onde também descansam figuras da época de ouro de Hollywood como Clark Gable, Jean Harlow e Carole Lombard.

Forest Lawn, que abriu suas portas em 1906, abriga réplicas exatas de algumas das obras mais conhecidas de Michelângelo, entre elas "Davi", "La Pietá" e "Moisés".

Neste cemitério, que se localiza abaixo das colinas onde, desde a semana passada, um incêndio consome os subúrbios de Los Angeles, também repousam ícones como Humphrey Bogart, Lon Chaney, Nat King Cole, Walt Disney, Errol Flyn e Jimmy Stewart.

É um dos poucos lugares que Holllywood se empenha em manter a privacidade e, ao contrário de outros cemitérios, não possui mapas sobre os túmulos das estrelas à venda para os turistas.

Scott Michaels, encarregado do passeio turístico "Dearly Departed" - que mostra as localizações dos mortos mais famosos de Hollywood - diz que a segurança dos túmulos das personalidades no Forest Lawn é como a dos "Manuscritos do Mar Morto".

"Há câmeras por todas as partes e, se você estiver andando por lá, vai ser encontrado com certeza", contou ao jornal Los Angeles Times.

Desde 25 de junho, dia de sua morte, o corpo de Michael Jackson foi submetido a necropsias minuciosas e mantido em um depósito refrigerado do necrotério do cemitério.

Para quinta-feira o cantor está sendo preparado como se fosse para seu "último show", conforme descreveu Marlon Michael ao jornal "The Mirror", depois de acrescentar que o estilista e maquiador de Jackson já fizeram sua parte. "Ele estará pronto para seu grande dia", afirmou o ex-integrante dos Jackson Five.

Segundo o site especializado em celebridades, o TMZ.com, a mãe do cantor, Katherine Jackson, pedirá à Corte, através de seus advogados, que o Fundo Michael Jackson pague pelos gastos do funeral.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG