Jackson não tem pago os royalties e lucros recebidos pelo clipe nos últimos quatro anos

Eles não param de chegar. Mais um processo contra Michael Jackson foi aberto na justiça norte-americana esta semana e dessa vez a reclamação parte de John Landis, o diretor do vídeo para a música "Thriller".

Segundo Landis, Jackson não tem pago os royalties e lucros recebidos pelo clipe nos últimos quatro anos. O processo foi aberto em Los Angeles e o cantor não se manifestou a respeito.

O vídeo de "Thriller", um marco na carreira de Michael Jackson e na produção de vídeo-clipes, tem 14 minutos de duração e custou US$ 500 mil. Ele foi lançado em 1983.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.