Mescla de reggae e ska garante vaga de banda no festival SWU

Overal venceu eliminatória carioca e se apresentará no palco Oi Novo Som

Bruna Fantti, especial para o iG |

Hélio Motta
Banda Overal, a vencedora da etapa carioca do festival SWU

Combinando influências do reggae, ska e rock o grupo Overal foi o vencedor da segunda batalha entre bandas independentes que disputavam a penúltima de três vagas abertas para o festival SWU, que ocorrerá em Itu, interior de São Paulo, entre os dias 9 e 11 de outubro.

A disputa musical aconteceu na madrugada deste domingo (12), no Teatro Rival, no centro da cidade do Rio de Janeiro. No sábado, a banda Locomotrom já havia garantido sua apresentação no festival, durante evento realizado em São Paulo. A última vaga, para definir quem tocará no palco Oi Novo Som, ao lado de músicos já consagrados, será disputada em Porto Alegre, no próximo dia 25.

Com somente dois anos de formação, os paulistas da Overal subiram ao palco após a apresentação da veterana Ex4 (Exatamente 4), que tem dez anos de estrada e havia empolgado quem estava no local com um som parecido ao de bandas como Paralamas do Sucesso e Barão Vermelho.

A agitação dos acordes da Ex4 cedeu lugar, então, para o gingado do reggae e do ska – estilo jamaicano, criado na década de 50, que mescla elementos caribenhos com o jazz, por exemplo.

Uma boa dose de rock clássico, tanto nas guitarras comandadas por Marinho e Toto como na bateria de K-Careca, determinaram a escolha do júri.

Já o vocalista Samuca, além da voz afinada e doce, marcou presença pelo penteado (uma versão moderna do black power), e pelas brincadeiras direcionadas aos colegas e que entreteram os presentes durante um pequeno problema técnico no equipamento de som.

“Estamos muito felizes com a vitória! Claro que não entramos na disputa pensando em perder, mas as outras bandas têm muita qualidade. Agora vamos ter mais visibilidade com o show em Itu”, disse o vocal, que começou a cantar aos seis anos de idade ao tentar acompanhar a avó que cantarolava enquanto lavava roupa no tanque de sua casa.

Hélio Motta
Agno, vocalista da Mad Streaks: "Tentamos inovar para diferenciar do sertanejo"
Outra banda que se destacou na seletiva carioca foi a Síntese. Primeira a se apresentar, chamou a atenção pelas letras poéticas ao abordar temas como o amor e a rejeição, sem ser piegas. A sonoridade ficou diferenciada pelo teclado, que com sons graves dava um ar sombrio às músicas. Ao mesmo tempo, a banda não caiu na monotonia - em grande parte graças aos solos do guitarrista Rômulo Lopes, no melhor estilo Steve Vai.

Os mineiros da Mad Sneaks encerraram as disputas da noite. O visual dos três integrantes - unhas pintadas de preto e vestimenta monocromática com direito a casaco tipo sobretudo - davam pistas de que o estilo musical seria o gótico ou o doom.

No entanto na sonoridade o trio tentou combinar o vocal gritado (na linha grunge do vocalista Kurt Cobain, do Nirvana), a uma bateria frenética com pausas para solos na guitarra e no baixo. “Tentamos inovar. Tudo para diferenciar do estilo sertanejo, dominante na cidade em que moramos”, afirmou o vocalista Agno.

Como apresentação cortesia da noite, a banda Sobrado 112 empolgou com a combinação inusitada e afinada do ritmo jamaicano ska com a polca.

A última vaga para o festival SWU será disputada no dia 25 em Porto Alegre entre as bandas Enfuga, Ideal Stereo, Tolerância Zero e Kiara Rocks. Uma dessas será selecionada e, como as duas já vencedoras nas eliminatórias de São Paulo e do Rio de Janeiro, irá tocar no palco Oi Novo Som.

Assista abaixo ao grupo Overal tocando "Janelas da Babilônia":

Veja a escalação completa, por dia (ainda sem os vencedores da batalha de bandas):

- Sábado (09): Letuce, Sobrado 112, Curumim & The Aipins, Superguidis, Mallu Magalhães, Cidadão Instigado, The Apples in Stereo.
- Domingo (10): Luísa Maita, Lucas Santtana, Volver, Tulipa Ruiz, Rubinho e Força Bruta, Bomba Estéreo, Otto
- Segunda (11): Tono, Fino Coletivo, Mombojó, Autoramas, B.Negão, Josh Rouse, CSS

Confira abaixo a programação completa do festival SWU:

9 de outubro

Palco Água
15h45: Brothers of Brazil
16h50: Macaco Bong
18h40: Mutantes
20h55: The Mars Volta

Palco Ar
16h15: Black Drawing Chalks
17h35: Infectious Grooves
19h50: Los Hermanos
22h05: Rage Against the Machine

Palco Oi Novo Som
14h40: Banda Batalha das Bandas
15h20: Letuce + qinhO
16h10: Sobrado 112
17h00: Superguidis
17h50: Curumin & The Aipins
18h45: Mallu Magalhães
19h45: Cidadão Instigado
20h50: The Apples in stereo

Tenda Heineken Greenspace
15h00: Glocal
16h00: Killer on the Dance Floor
17h00: The Twelves
18h00: Switch
19h15: MSTRKRFT
20h45: The Crystal Method
23h59: DJ Marky
01h15: Steve Angelo

10 de outubro

Palco Água
14h00: Ilo Ferreira
15h40: Jota Quest
17h45: Sublime with Rome
19h55: Joss Stone
22h55: Kings of Leon

Palco Ar
14h50: Teatro Mágico
16h40: Capital Inicial
18h45: Regina Spektor
21h00: Dave Matthews Band

Palco Oi Novo Som
14h40: Banda Batalha das Bandas
15h20: Luisa Maita
16h20: Volver
17h20: Lucas Santtana
18h30: Tulipa Ruiz
19h40: Rubinho e a Força Bruta
20h50: Bomba Estéreo
22h10: Otto

Tenda Heineken Greenspace
16h30: Mario Fischetti
17h45: Nike Warren
19h00: Life is a Loop
20h15: Sander Kleinenberg
21h30: Roger Sanchez
22h45: Sharam
00h15: Markus Schulz

11 de outubro

Palco Água
15h05: Gloria
16h10: Rahzel
17h45: Cavalera Conspiracy
19h55: Incubus
22h20: Pixies
01h35: Tiësto

Palco Ar
14h30: Alan Johanes
15h35: Crashdiet
17h00: Yo La Tengo
18h50: Avenged Sevenfold
20h55: Queens of the Stone Age
23h25: Linkin Park

Palco Oi Novo Som
14h40: Banda Batalha das Bandas
15h30: Tono
16h30: Fino Coletivo
17h30: Mombojó
18h35: Autoramas
19h40: BNegão & Seletores de Frequência
20h50: Josh Rouse
22h10: CSS (Cansei de Ser Sexy)

Tenda Heineken Greenspace
15h30: Anderson Noise
16h45: Anthony Rother
18h00: Aeroplane
19h15: Mix Hell
20h30: Gui Boratto
21h45: Erol Alkan

    Leia tudo sobre: Oi Novo SomSWUmúsicafestivalbandas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG